DESAVISADA

 

 

 

 

DESAVISADA
Marcial Salaverry
 
Por não prestar atenção,
e estar distraida,
deixastes passar o amor,
por ser desavisada,
e então, não destes uma mirada,
e não lestes o que anuncio,
mas agora renuncio...
Foi assim publicado,
e não vistes o recado...
"Aluga-se um coração,
sempre batendo com emoção,
testado na arte da paixão.
Capaz de se apaixonar,
com muito carinho e arte,
e é imune a enfarte.
Aluguel a preço de ocasião,
para um experiente coração."
Desavisada,
estás agora atrasada...
Já foi alugado,
e está bem ocupado...
Desavisada,
podes seguir esperando...

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados