BASTA DEIXAR A JANELA ABERTA

 

BASTA DEIXAR A JANELA ABERTA
Marcial Salaverry
 
Se queres ter-me outra vez,
para o amor e o desejo terem vez,
basta deixar a janela aberta,
e decidir ser esperta...
Assim, qual gato vadio,
vou me chegando,
sentindo seu cio...
Esse seu quente pulsar,
parece me chamar, 
pela janela aberta, vou entrar...
Nada é tão bom,
quanto estar com você,
mesmo que em pensamento,
a ausência pode ser um tormento...
Já pode cessar seu lamento,
estarei contigo em um momento...
Chegou a noite tão esperada,
em que você será muito amada,
com meus carinhos contemplada...
Lindos sonhos de amor,
após realizar o real sonho de amor...
Morfeu vai se contentar,
apenas em contemplar
nossos corpos a se amar...
 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados