CONTA O TEMPO SEM CONTRATEMPO

 


CONTA O TEMPO SEM CONTRATEMPO
Marcial Salaverry

Quem quer contar o tempo,
bem a tempo de prestar contas,
não pode dar conta de um passatempo,
que faça passar o tempo,
com contas a fazer...
Faz-se um desconto, com algum contratempo,
se encontrar o tempo, bem a tempo de se encontrar...
Esta história conto, por ser um conto a ser contado...
Mas para esse conto temos tempo,
pois conto com um bom tempo,
que há tempo não conto aqui...
Nesse contratempo, perde-se o tempo que era contado,
e não podemos mais contar com o tempo,
para contar a tempo que tempo faz...
Se tempo bom, ou temporal,
que conto seja apenas temporal...
Para ser temporal temporário,
conto contar com bom tempo logo mais...
Já não há mais tempo para contar...
Conto ter tempo mais tarde para contar que tempo fez...

Santos-21/01/2005
Poema inspirado no poema CONTA O TEMPO,
de Frei Antonio das Chagas (1831/1882).

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados