ASSIM TE VEJO

 

ASSIM TE VEJO
Marcial Salaverry

Assim te vejo querida,
na plenitude do amor...
Com um futuro risonho,
com dias que alegram nossas vidas,
e que nos dão prazer imenso...
Sentindo uma gostosa felicidade,
em momentos que nos deixam radiantes...
Beijo-te...Sinto-te... Vejo-te,
após nossos doces momentos...
Desviando do amor o pensamento,
sinto a felicidade que sempre se faz sentida...
Naquele momento gostoso,
deliciosamente amoroso,
sempre nos amamos bastante...
Beijo-te... Vejo-te... Sinto-te,
na suavidade de uma flor se abrindo,.
no chilrear das avezinhas...
Doce emoção sentimos,
vendo o nascer de mais um dia radioso,
neste viver feito de amor e saudade...
Com nossos corações namorando,
esquecemos nossos medos...
Beijo-te... Vejo-te... Sinto-te,
quando perdidos em nossas carícias imensas,
neste amor feito de emoção...
Em nossos instantes gozosos,
mais uma carícia, mais um beijo...
Fazemos do amor nossa grande obra,
prometendo carinhos ternos e eternos...
Beijo-te... Sinto-te... Vejo-te,
na beleza deste incomensurável amor,
enquanto te beijo docemente,
neste nosso amor sem talvez,
em nossas almas apaixonadas,
em olhares por vezes sérios,
nesta nossa imensa paixão...
Beijo-te... Sinto-te... Vejo-te...
Também te vejo em nosso amor total,
em momentos de doce felicidade,
quando somos gineceu e gameta...
Nos momentos serenos,
no momento do orgasmo,
do amor, princípio, meio e fim...
Assim te vejo, te sinto, e te beijo...

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados