AMIZADE... é muito bem tê-la

 

Homenagem ao Dia da Amizade. Na verdade, todos os dias devem ser dedicados à

Amizade, que é uma das molas mestras da humanidade. Normalmente, tudo gira em torno dela.

Sempre sentimos a necessidade de defender nossos amigos. Muitas vezes, mesmo sabendo-os errados em alguns casos, procuramos defende-los em nome da Amizade.

Nunca é bom quando perdemos algum amigo. Fica uma espécie de frustração íntima.

Aquela pessoa em quem nos apoiávamos e que agora torna-se uma presença ausente.

Mas devemos rever posições, e saber que, se perdemos um amigo, poderemos corrigir certas ações nossas, a fim de evitar que percamos outros e mais outros.

Claro, que se não conseguimos manter nossos amigos , existe algo de errado em nossas atitudes. E é bom corrigir, para evitar que acabemos ficando a sós com nosso orgulho desmedido.

Sempre há que se ponderar. Amizades são como jóias que devem ser bem conservadas, pois se as perdermos, dificilmente serão recuperadas. Um amigo pode ser magoado, pois mágoas por vezes se esquecem, agora nunca devem ser desprezados ou menosprezados. Isso é difícil de se esquecer.

É importante termos essa tal de Amizade, que é sentimento muitas vezes mal interpretado. Amizade, mesmo, é aquela que une duas ou mais pessoas, desinteressadamente, basta estarem juntas, seja física ou internautamente, papeando, trocando bobagenzinhas, e até mesmo confidências...pois é mais fácil abrir o coração para um amigo do que para um parente.

Quantas vezes nós chegamos à conclusão de que desabafar com alguém próximo, mesmo que esteja longe, nos irá fazer bem...Soltar as mágoas, as dúvidas para um amigo, faz um bem enorme. Não tenham dúvidas.

Como também faz bem para quem escuta (ou lê). Afinal, estamos sendo úteis...é muito bom saber que alguém confia tanto em nós a ponto de abrir seu coração, mesmo que seja somente para um desabafo. Mesmo que você nada tenha para dizer, pelo menos ouça. Isso fará sempre com que nos sintamos melhor, não tenham dúvidas.

Aliás, sempre ao recebermos um desabafo, devemos responder, ao menos para consolar, mesmo que a pessoa não peça, pois só o fato de estar abrindo seu coração merece que mostremos que estamos dando atenção.

Por vezes, é um problema sério, que envolve relacionamentos humanos. Nesses casos, temos que ter muito cuidado para dar uma opinião, pois por vezes uma opinião mal colocada pode desencadear uma crise entre outras pessoas.

Coisas curiosas às vezes acontecem com a gente. Vocês já notaram que, com muita freqüência encontramos ou só conhecemos, mesmo sem encontrar, pessoas que nos despertam de imediato uma grande simpatia e, por vezes uma grande antipatia ? Perguntamo-nos o porque disso. Sim, não deixa de ser estranho tal fato. O normal seria simplesmente aguardar os acontecimentos para saber se essa pessoa, por suas atitudes futuras pode ou não merecer nossa amizade. Mas...à primeira vista ?

A única explicação que encontro, por vezes não tem concordância de muita gente. Trata-se pura e simplesmente de reencontro de vidas passadas, com as cobranças e resgates naturais de embates anteriores. E isso ocorre com muita freqüência.

Puxem pela memória e vejam quantas vezes vocês já tiveram essa experiência. Aquela sensação de, à primeira vista, pensarem: "Pô, mas que cara legal", ou, "Ô loco, que entojo...". Por vezes, isso ocorre até mesmo emaillisticamente. Quantas vezes ao vermos o nome do remetente, temos o impulso de deletar a mensagem recebida, sem sequer lê-la.

Enfim, ainda é um tremendo mistério saber o mecanismo que comanda esse jogo de sentimentos, essas amizades, essas afinidades, ou mesmo essas antipatias gratuitas.

Sinceramente, gostaria e muito de saber. Só sei que não sei.

 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados