AS MÃES ESQUECIDAS

 

 

MÃES... ESQUECIDAS                    

Marcial Salaverry

 

Mãe, diz o ditado, é desfiar fibra por fibra seu coração.

Na verdade, ser mãe é viver a suprema emoção,

De sentir dentro de seu ventre uma vida se desenvolver...

E depois, emocionada, vê-lo nascer...

Ouvir seus primeiros vagidos,

Música para seus ouvidos.

Seus primeiros passos orientar...

Para a vida o preparar...

Durante sua caminhada, sempre ao lado,

Acompanhando cada passo dado...

Esquece-se de sua vida,

Dedicando-se em sua lida,

Sempre por seu futuro zelar,

Cada detalhe importante controlar...

“Filho criado, trabalho dobrado”,

diz o velho ditado... muito acertado.

Os anos vão passando,

Os cuidados aumentando...

Os anos de infância para trás ficaram...

Novas preocupações vieram...

Namoros... vícios... drogas... e lá se vai

A tranquilidade da mamãe... e do papai...

E depois... vem o esquecimento...

Resta o triste lamento

De ser pelos filhos esquecida.

Que, ocupados em sua nova vida...

Mal se lembram da velha mãe que por eles viveu,

Nem querem mais saber...

Talvez dela se lembrem... somente quando morrer...

 

 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados