METAMORFOSE DE SENTIMENTOS.

 

 

METAMORFOSE DE SENTIMENTOS
Marcial Salaverry

Sempre sofremos uma metamorfose
em nossos sentimentos, quase que por osmose...
Seja no sentir da ingratidão,
que faz mal ao coração...
Ou então no ódio irreversível,
e evitá-lo, sempre é possivel...
Seja em uma raiva incalculável,
seja no egoísmo desmedido,
ou naquele momento
de duro sofrimento,
que causa padecimento,
sempre uma mudança deve-se tentar,
para melhor podermos respirar...
Podemos ter grandes alegrias
em nossos dias,
e em seguida grandes tragédias...
Em tristes momentos,
quando sentimos vontade de chorar,
o melhor mesmo será amar...
Querer sorrir,
quando um beijo sentir...
Conceder perdão espontâneo,
por erros banais...
E fazer aquele gesto de carinho,
que traz felicidade...
Sentir ternura na amizade,
que emociona de verdade...
Querer chorar...
Ao ver a miséria desdenhada,
de gente desprezada...
Naquelas grandes catástrofes,
provocando tragédia incalculável...
Ao sentir em alguém a maldade voluntária,
uma crueldade desnecessária...
Perceber a  indiferença calculada
por maldades praticadas...
Contudo, se um gesto de carinho prevalecer,
por ser o melhor a fazer...
Ao perceber a humanidade generosa,
uma utopia que será cantada em verso e prosa...
Ao invés de chorar, quero sorrir,
quando um beijo sentir..
E nessa metamorfose de sentimentos,
entre alegrias e lamentos,
sempre será melhor amar
do que por tristeza chorar...
Mas, enquanto houver preconceito,
que é um brutal defeito...
Ou enquanto a brutalidade imperar,
e de se agredir as pessoas não conseguem parar...
Enquanto houver gente passando fome,
sem dúvida, uma tragédia sem nome...
E enquanto as crianças não forem confortadas,
e continuarem sendo violentadas...
Será mesmo caso para chorar...
Contudo, ainda penso que o melhor seria amar...


 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados