MAS QUANDO BRIGAMOS

 

MAS QUANDO BRIGAMOS
Marcial Salaverry

Quando brigamos,
é porque nos amamos...
Dizemos por vezes palavras amargas,
arrependemo-nos depois,
por palavras impensadas
e terminamos por sorrir...
Sempre é um momento duro,
se dizemos coisas que magoam,
mas logo as palavras se calam...
Na realidade, somos frágeis e sensíveis,
sequer entendemos a razão.
de magoar o coração...
Assim, logo nos calamos...
e o amor não desaparece...
Esquecemos de que estivemos
mergulhados em triste pranto,
mas que  nunca tira do amor o calor...
Esses, são momentos fugazes
que de esquecermos somos capazes...
E se o coração chora na tristeza
nas pazes, recupera a beleza...
e logo, logo, tudo se esquece,
com um doce beijo que nos aquece...
Curtimos nossas tristezas íntimas,
mas nada permanece tristemente...
E em meio à emoção só queremos
amar-nos o quanto podemos,
ansiando por  nos amarmos mesmo assim,
e colocamos na briga um fim...
Depois logo nos amamos,
aplacando nosso desejo
quando te chamo para o amor...
Assim, loucamente nos amamos,
neste amor doido varrido

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados