A VIDA É BONITA

 


Do fundo do baú, saiu este texto publicado em 06/10/2004,
mas como "recordar é viver", vamos lembrar que...
A vida deve ser vivida enquanto vivos estivermos,
pois depois, será mais difícil...
E isto precisa ser entendido por esses fanáticos loucos que só pensam
em guerra e morte, e não entendem que a vida é bonita, quando vivida
em clima de luz, paz, amizade, amor...
Ósculos e amplexos,
Marcial

....E A VIDA É BONITA... É BONITA
Marcial Salaverry
Basta que saibamos viver a vida, procurando extrair e aproveitar as coisas boas que ela nos oferece. Problemas, dores, claro que devem ser consideradas. Não podemos esquecê-las. Afinal, existem, mas a rosa também tem espinhos, e é a "Rainha das Flores". Então, vamos aprender a curtir a vida e dela gostar, apesar de seus espinhos.  O grande problema, é que muita gente prefere se apegar mais às dores, esquecendo-se de que quanto mais a elas nos entregarmos, mais difícil será superar os problemas, vencer certos traumas terríveis que nos causam sofrimento, isso sem falar dos insanos que só sabem pensar em guerras, em morte, em "acabar com todos..."
Ora, apenas devemos convencer-nos de que os problemas que nos parecem insuperáveis, não são exclusividade nossa. Todos temos nossos contratempos. Alguns mais seriamente atingidos, outros nem tanto, mas todos os temos. Temos apenas que saber enfrentá-los, uma vez que é vital que saibamos administrá-los, para não sermos por eles dominados.
"Roubei" a idéia de uma música de nosso querido Gonzaguinha, e vou citar mais um pequeno trecho. Aliás, essa música é um autêntico hino à vida, e assim deveria ser encarada por todos. Sua letra induz a sábias reflexões. Vejam este pequeno trecho:
"Viver e não ter a vergonha de ser feliz
Cantar e cantar e cantar e cantar
a beleza de ser um eterno aprendiz."
Viver, e não ter a vergonha de ser feliz. Parece incrível, mas existem pessoas que não gostam de ser felizes. Afivelam uma eterna capa de mau humor no rosto. São agressivos com as pessoas em seu redor. Se exercem algum cargo mais elevado, então, infelizes de seus subalternos, que são obrigados a digerir suas diatribes... E muitas vezes tem toda a possibilidade de serem felizes, apenas recusam-se a sê-lo. Tem uma família, mas não conseguem demonstrar amor pelos familiares. O amor que eles tem, sentem, mas o escondem, como se fosse pecado amar, ser feliz, saber sentir-se feliz. São coisas que o pobre Freud tentou explicar, mas pirou de vez tentando...
A felicidade, tão cantada e procurada, na verdade está dentro de nós. Basta que saibamos expô-la, assumi-la, e não sentir vergonha de ser feliz. Cantar a beleza de ser um eterno aprendiz...Sim, por mais tempo que vivermos, sempre algo estaremos aprendendo, quando não, aprendendo a viver.  Seremos eternos aprendizes na arte de viver. Aprender a viver, em todos os seus aspectos, seja acompanhando as descobertas da ciência, seja acompanhando a evolução tecnológica, seja pura e simplesmente aprendendo os eternos e insondáveis segredos da vida. Seja simplesmente sabendo amar a vida, amar a Deus, amar e ser amado...
"Sempre desejada
por mais que esteja errada...
Ninguém quer a morte,
só saúde e sorte"
Assim é a vida, sempre desejada, ninguém quer a morte, salvo esses loucos que só pensam em guerra... Então, há que saber aproveitar esse tempo que estamos aqui, e vivermos a vida em seu esplendor, desfrutando as benesses com que ela nos brinda, sempre procurando amar, pois o amor é a fonte da felicidade. Por que termos pensamentos negativos? Se não queremos a morte, mas sim saúde e sorte.
Vamos então seguir os sábios ensinamentos de mestre Gonzaguinha, nas últimas estrofes de seu HINO À VIDA:
"Somos nós que fazemos a vida
como der ou puder ou quiser...
E a pergunta roda
e a cabeça agita,
e fico com a pureza
da resposta das crianças"
É a vida, é bonita, e é bonita"
E procurando entender toda a sabedoria destas lindas palavras, não tenho dúvidas de que todos teremos um LINDO DIA, pois a vida, realmente, é bonita, é bonita, que me desculpem os pessimistas de plantão... Creio na beleza da vida, pois me considero uma eterna criança, bem dentro da alma...

 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados