EXISTEM AQUELES QUE PRATICAM A AUTO DESTRUIÇÃO

 

É dificil entender porque certas pessoas
tem tanto empenho em se destruir, esquecendo-se
de que a vida pode ser muito gostosa de ser vivida...
Basta saber e querer bem vive-la...
Basta tomar os devidos cuidados para preservar a vida,
que é o bem maior que temos...
Ósculos e amplexos,
Marcial
EXISTEM AQUELES QUE PRATICAM A AUTO DESTRUIÇÃO
Marcial Salaverry

Considerando que a vida é bela, é difícil entender como pode haver criaturas que passam a vida reclamando de tudo que lhe acontece, e que ficam procurando uma espécie de auto destruição, ficando claro que são pessoas que, por não se amarem o suficiente, parecem mais empenhadas em se destruir do que em viver, esquecendo-se do quanto é gratificante poder apreciar o nascer do sol de cada dia, bem como o arrebol, assim como é bom apreciar as belezas de uma noite de luar sob um céu estrelado, ou mesmo como pode ser gostoso apreciar a chuva caindo, desde que estejamos bem protegidos, e para não perder tais benefícios, é importante que certos cuidados para a preservação da vida sejam observados, mas que muitos, por razões as mais diversas, deixam de faze-lo...
Na realidade, é preciso sentir como é gratificante estar em contato com a Natureza, e tambem sem que possamos esquecer das maravilhas que é um gostoso bate papo com pessoas amigas, ainda que seja em distanciamento, pois enquanto houver vida poderemos faze-lo, e sempre restará a esperança de que um dia certos problemas poderão ser resolvidos. Esperança é a última que morre...
Criaturas assim, são pessoas que se deixam levar pela amargura, e preferem imaginar que todos a perseguem, que ninguém aprecia sua companhia, que não existem pessoas amigas, que todos apenas querem tirar proveito de algo que ela possa oferecer, esquecendo-se de que existem outras pessoas que sabem usar a capacidade de amar que todos temos em nosso interior, e que apenas é questão de desenvolve-la, ou bitolá-la, e de deixar fluir esse amor, ao invés de prende-lo, procurando ou mesmo exigindo ser amada, mais do que amar. É preciso entender que, se existe o mal e o bem, existem os maus e os bons, e tudo depende de sabermos escolher nossas companhias, de sabermos que atitude tomar perante problemas que possam surgir...  Pessoas assim acabam ficando dentro de uma “ilha de solidão”, apenas tendo em volta de si, ou aqueles que a amam muito e não desistem de tentar mostrar-lhe como é bela a vida, ou aqueles que, movidos por interesses tiram algum proveito da situação, ou então terminam ficando irremediavelmente sós. E essa solidão forçada, acaba envenenando sua alma, deixando-a completamente avessa a qualquer tentativa de ajuda, e até mesmo levando-a a agredir aqueles que tentam se aproximar, apenas para lhe oferecer o carinho de uma amizade sincera.
Nunca é saudável esse bloqueio interior, pois acaba levando à depressão, e mesmo a algumas consequencias mais graves, e em casos assim, fica como que aberto o canal para imaginar que se possa encontrar algum lenitivo no uso de drogas ou de bebidas alcoólicas, que poderão ocasionar uma ilusória idéia de consolo e bem estar, mas com efeitos altamente nocivos em seu organismo, iniciando assim um terrível processo de autodestruição, pois isso fatalmente vai afastar de vez todos aqueles que eventualmente poderiam prestar-lhe alguma solidariedade.  O que mais pode chamar a atenção, é que muitas vezes começam a agredir até mesmo a quem ama, esquecendo-se de que ninguém gosta de sofrer constantes acusações, e acabam assim, matando qualquer sentimento de amor ou carinho, chegando mesmo a rejeitar até mesmo a amizade que lhe possa ser oferecida. Por tudo e por nada agridem, muitas vezes por apenas imaginar que estão sendo perseguidas, que todos apenas desejam seu mal. E com isso terminam por cavar um enorme fosso em volta de si.
É preciso saber viver a vida como ela se lhe apresenta, e aceitar o que de bom e de ruim possa acontecer, sem se revoltar. Procurar apurar o porque de certas atitudes, antes de atirar pedras, imaginando estar sendo atacada, e principalmente, não procurar fugas artificiais, entregando-se a vícios que fatalmente irão acelerar o processo de autodestruição tão impropriamente iniciado.  A vida é bela para aqueles que sabem vive-la, que sabem aceitar certos fatos. E que não é porque as pessoas não são como desejamos, que não nos amam, ou que querem nos prejudicar. É preciso aprender a respeitar o direito e a vontade alheia, para que sejamos respeitados também. E que se desejamos receber amor, devemos distribuir amor. E que amizades sinceras e positivas não devem ser desprezadas. Um sorriso será pago com outro, e uma agressão poderá gerar outra. Se quisermos carinho, é carinho que devemos fazer. Entre tapas e beijos, estes são bem melhores.
Num bom ensaio, vamos tentar fazer deste dia e dos futuros, sempre UM LINDO DIA, entendendo que a vida sempre pode ser uma bela beleza, e que apenas depende de nós mesmos para que isso aconteça...

 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados