É UMA GENTE TÃO ESTRANHA

 


Um BOM DIA estranho, para começar um dia diferente...
Vamos falar de uma gente estranha que estranha
quem não sabe amar a Deus, quem não sabe nem mesmo
se amar, não sendo capaz de amar a ninguém...
E que por não gostar de sua vida, não toma os devidos
cuidados preventivos contra o que está acontecendo...
Ósculos e amplexos,
Marcial

É UMA GENTE TÃO ESTRANHA
Marcial Salaverry

Mas é essa gente tão estranha,
que te abraça e não arranha,
doa amizade sem artimanha,
mas com muita arte e manha,
quer viver em paz,
e disso é capaz,
e que apenas quer viver,
e poesias quer fazer...

Essa gente tão estranha,
não tem mente tacanha,
mas uma amizade tamanha,
que supera problemas,
sem delas fazer dilemas,
e que apenas quer viver,
e poesias quer fazer...

Essa gente tão estranha,
da vida não apanha,
faz da vida um perdeganha,
porque sabe viver,
e na amizade conviver,
e poesias quer fazer...

Essa gente tão estranha,
que tem uma vontade tamanha
de viver em paz,
e que seja disso o mundo capaz...
Quer beber sua cerveja,
sem ficar no ora veja,
ou um copo d'água que seja,
para da saúde melhor cuidar...
Quer apenas bem viver,
e poesias quer fazer...

Essa gente tão estranha,
que apenas estranha
quando vê maldade imperando,
e vai logo dela se afastando...
Quer viver em paz apenas...
Não gosta de corrupção,
algo que faz mal ao coração...
e se percebe que há penas,
procura ajudar, consolar apenas,
pois quer apenas viver,
e poesias sem penas quer fazer...

Essa gente tão estranha enfim,
é capaz de doar um amor sem fim,
a quem merecer esse amor receber,
sem tentar dele se defender...
De maldades quer distância,
algo que lhe causa ânsia...
E se poetando vai vivendo,
amando vai sobrevivendo...

Essa gente tão estranha,
sem causar estranheza,
faz da vida uma estranha beleza,
tira amor de suas entranhas,
dividindo com a gente estranha,
que quer receber amor e carinho,
fazendo da felicidade seu caminho,
e que tem o prazer de sentir a emoção
de beijar com carinho seu lindo coração...

Essa gente tão estranha,
que de amar não se acanha,
e para o amor se assanha,
apenas quer fazer,
para quem quiser entender,
e da alma quer cuidar,
sabendo bem como é bom amar,
fazendo uma poesia na vida,
e da vida uma poesia...

E para alegrar o coração,
quer sentir e doar do amor, a real emoção,
fazendo com carinho essa gostosa doação,
e sentir do prazer a doce sensação
de estar apenas espalhando amizade,
e distribuindo felicidade...

Assim é essa gente estranha,
esses poetas internéticos tão estranhos,
que para esse mundo louco
fazem apenas ouvido mouco,
e querem apenas, nem que seja um pouco,
de seu carinho e sua atenção,
para alegrar seu coração...

Marcial Salaverry, 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados