AINDA EXISTE O CASAMENTO

 

 Por falar em casamento...
Lembra o que era?
Sempre existe aquele desejo de achar o "alguém" certo...
Mesmo em distanciamento, é bom encontrar a parceria perfeita...
Osculos e amplexos,
Marcial

AINDA EXISTE O CASAMENTO
Marcial Salaverry

Com certeza ainda se fala nisso, mas hoje em dia muita gente nem sabe o que é esse tal de casamento, mas antigamente, quando alguém desejava se casar, sempre vinha a idéia da noiva vestida de branco, entrando na Igreja de braço dado com seu pai, ou padrinho, enquanto o noivo ansioso a esperava no altar.  Era de lei ela se atrasar um pouquinho, para aumentar a ansiedade, principalmente  de outras convidadas, que desejavam ver como seria o vestido.  Sempre havia algum comentário maldoso se ela estaria ou não honrando a pureza de seu vestido branco.  Mas eram apenas comentários circunstanciais. Fofocas sempre existiram, e ainda existem, e sempre existirão...

E havia a doce e angustiante espera pela primeira noite juntos, a tão propalada e aguardada “Noite Nupcial”, quando a noiva deveria entregar sua virgindade ao seu já marido, contudo agora as coisas mudaram bastante, e  hoje em dia, é  muito raro alguém esperar pela “Noite Nupcial”, aliás, o que é isto?

É muito comum adiantar-se o expediente.  É mais comum ainda o fato de haver algumas experiências sexuais antes do que seria a definitiva, com aquele a quem se pretende unir no chamado “para sempre”, que nem sempre é para sempre mesmo...  Assim como o casamento com a chamada pompa e circunstancia também anda rareando o tal do "para sempre..." 

Mas acontece. Ainda vemos noivas entrarem na Igreja com seu maravilhoso vestido de noiva.  Nem sempre é branco, nem existe mais aquela preocupação d’antanho, mas ainda existe um pouquinho daquela tradição. Bem, pelo menos a tradição ainda consegue sobreviver...

Mas vamos falar desses casamentos.  Tanto faz se com as bençãos da Igreja, ou mesmo do Registro Civil, ou se simplesmente resolveram oficializar uma situação e foram viver juntos.  Cada qual resolve à sua maneira, e ninguém mais repara nisso, e, verdade seja dita, ninguém tem nada a ver com isso, pois o livre arbítrio existe para essas eventualidades, e cada qual sabe o que faz da vida, ou pelo menos deve saber, embora não pareça ser o certo... E se o certo não parece certo para alguns, outros assim o consideram...

O certo é que um novo caminho se abre para estes jovens, que decidiram trilhar uma estrada juntos. Talvez essa estrada esteja coberta de flores, talvez com alguns espinhos.  Deverão estar preparados para os dois lados.  Para os momentos de amor e felicidade, ou para momentos de dor, preocupação, ou possíveis desavenças. Nem sempre tudo anda nos trilhos.  

Conforme a promessa feita entre ambos, na saúde ou na doença, deverão respeitar-se, na alegria ou na tristeza, deverão amar-se.  E como por vezes, é difícil manter essa promessa... Muitos casamentos esboroam-se porque não estavam preparados para “o outro lado” da vida, eis que nem sempre os momentos de amor se eternizam, e se não houver um diálogo consciente, ou se não houver o devido respeito mútuo, é de curta duração...

Nunca esquecendo que para haver felicidade, é preciso que haja sempre fidelidade, respeito, diálogo, carinho, amor, e principalmente uma sólida amizade para que, mesmo nos momentos de dor, consigam manter-se  firmes, mantendo a mesma união que hoje desejam e aceitam de coração.  Essa é a base para o futuro. Assim são os "Relacionamentos Duradouros..."

Tendo os bons propósitos  sempre presentes, não se esqueçam da importância de caminhar de mãos dadas, não se esqueçam da importância de uma conversa diária, da troca de idéias, de muito carinho e de respeito. Quaisquer duvidas sempre deverão ser dirimidas.  Desavenças deverão ser resolvidas.  Não se deve “deixar para depois” eventuais mágoas ou acertos, pois a coisa poderá crescer e ficará mais difícil uma solução conciliatória.

Na vida que ora iniciam, cada um será o apoio e o amparo do outro. Ambos deverão se completar, se acertar. O importante é pensar juntos.  Resolver juntos. Viver juntos. Conviver juntos... É preciso sorrir sempre, fazer troca de energia e de alegria. Entender quando um não está bem, e saber ceder quando for necessário...

O amor é uma semente que vai crescer, dar flores e frutos, e apenas requer cuidados especiais para que sejam bons frutos, gostosamente saboreados durante a vida toda.  Às vezes colhemos frutos amargos, e devemos estar preparados para eles.

O amor precisa de cuidados especiais para frutificar. E um deles é a amizade, que deverá ser a água com que o amor será regado.  A amizade na convivência sempre deverá existir, pois esse viver juntos todos os dias vai abrir uma estrada nova, a ser percorrida lado a lado, de mãos dadas, numa doce e gostosa viagem através dos anos, e essa viagem deverá ser agradável e bonita, desde que sempre consigam manter toda essa beleza interior, tão necessária para superar os obstáculos que surgirem.

Com as bençãos e a proteção tão necessária do Amigão, vamos começar essa vida tendo hoje e sempre, UM LINDO DIA, que poderão repetir-se a cada dia,ao longo dos anos...

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados