A NEBLINA DO AMOR

 

Por vezes o amor nos desconcerta, e nos sentimos
como sob uma forte neblina, sem saber que rumo tomar...
São coisas do amor...

A NEBLINA DO AMOR
Marcial Salaverry

O amor nos tolda a visão,
embala o coração,
mas é como uma neblina,
que nos cega, e desatina...
Amamos, porque amamos,
nem sempre amando ficamos
a quem realmente queremos,
mas reagir não podemos..
Entregamo-nos a esse doce sentimento,
que não deve trazer lamento,
embora por vezes seja um tormento...
Dá-nos muita felicidade,
embora sempre com um pingo de saudade,
impeça que sejamos felizes pela eternidade...
Vejo um vulto na neblina...
Formas difusas... Nada combina...
Mas... vejo-o...
Dentro de mim... sinto-o...
É esse o amor,
que à vida trará calor...

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados