A SOLIDÃO É UM MAL DOS TEMPOS MODERNOS

 

Solidão um mal (ou um bem?) dos tempos modernos...
Por vezes circunstancias alheias à nossa vontade nos levam
a encarar essa temida solidão...
Como administrá-la? Vejam uma idéia...
Osculos e amplexos,
Marcial

A SOLIDÃO É UM MAL DOS TEMPOS MODERNOS
Marcial Salaverry

Na verdade,  solidão é uma palavrinha que assusta... Então vamos entender o que vem a ser exatamente "Solidão"... Os mais afoitos vão dizer que é estar sem qualquer companhia, que é o simples fato de estar sozinho. Será que isto define realmente o que é solidão? Creio que não, e vou tentar explicar, sozinho, é claro.
Li em algum lugar, uma frase de um jovenzinho chamado Sêneca, que diz o seguinte:  "Solidão não é estar só, é estar vazio."
Sem qualquer sombra de dúvida, ele disse uma grande verdade, eis que a melhor definição para solidão é exatamente essa, ou seja, não é "estar" só, é "sentir-se" só. Nem sempre nos "sentimos"sós, mesmo que estejamos sem ninguém ao lado...
Explicando melhor, devo lembrar que muitas vezes, em meio a muitas pessoas, nos sentimos completamente sós. Isto acontece quando estamos entre pessoas que não nos são "afínicas". Por não termos com quem trocar idéias, sentimo-nos sós, embora rodeados de gente. E daí? Sentimo-nos sós. Naquele momento, o que mais queremos é um buraco para ficarmos a sós com nossos pensamentos.
Existem pessoas que enfrentam muito bem a tal da solidão física, ocupando seu tempo procurando sempre fazer algo, e com isso, embora estejam sem companhia, não sentem a solidão. Vivem bem e sabem curtir a vida, fazendo o que gostam, sem experimentar o desprazer de companhias coercitivas. Sempre é melhor viver sem ninguém ao lado, do que contar com uma presença que não é aquela que se deseja, confirmando o velho ditado que diz "antes só, que mal acompanhado..."
Se, por circunstâncias da vida alguém tiver que viver só, vai precisar encontrar maneiras de se fazer companhia. Pode parecer difícil, mas até chega a ser fácil. Basta que primeiramente, essa pessoa goste de sentir-se em sua companhia. Basta que  saiba se tratar, simplesmente por se achar uma pessoa bacana. Que saiba se amar, e convenhamos que não é difícil você gostar de si próprio. Procure se conhecer, saber bem do que você gosta, e faça suas vontades, ame-se, respeite-se. Procure não contrariar suas vontades, não se chateie, não se irrite. Entenda que é difícil brigar consigo mesmo, e com certeza esse é o primeiro passo para vencer o fantasma da solidão. Ficará muito mais fácil encontrar pessoas com quem trocar idéias, se você for uma companhia agradável. E, agradar a si próprio, é o primeiro passo para agradar a outros. Sentindo-se feliz, você conseguirá atrair pessoas que gostam de conviver com gente feliz... Não é legal isso?
Se contudo, você ficar lamentando a solidão, e os azares da vida, será sempre uma companhia difícil de ser tolerada, e continuará só. Ninguém gosta de ficar ao lado de alguém sempre de baixo astral.
Encontre um amigo, nem que seja virtual, para desabafar quando a coisa ficar difícil, e o difícil ficará bem mais fácil. Mas também saiba escutar os desabafos dessa amizade. Essa necessidade de desabafar sempre existe. Sempre temos alguma coisa que precisamos soltar, dividir com alguém.  Parece coisa de doido, e é mesmo, mas é o melhor a ser feito.
Agora tudo se complica quando você se fecha numa redoma e o único que faz é lamentar a solidão, é lamentar os azares da vida... Sapos são difíceis de ser digeridos. Divida seus problemas, seus desenganos, suas tristezas com alguém, e tudo parecerá mais fácil. Experimente.
E nunca esqueça de um dos mais velhos ditados que existe: Antes só do que mal acompanhado. Arranjar uma companhia qualquer que seja, apenas para não ficar só, pode não ser a melhor idéia... O espelho pode ser sua melhor companhia, desde que se saiba apreciar aquela presença amiga à sua frente...
Acompanhem-me todos nessa idéia, e tenham UM LINDO DIA, desejando que seu amigo do espelho também o tenha...

 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados