SOBRE AS EXPECTATIVAS DE VIDA

 

Sempre desejamos algo na vida, algo que devemos fazer, pois,
"quem quer, faz, quem não quer, manda..."
Osculos e amplexos,
Marcial

SOBRE AS EXPECTATIVAS DA VIDA
Marcial Salaverry

Certamente uma das coisas que mais atrapalham nossa vida, é quando começamos a nos preocupar demais com o que outros possam estar fazendo, ao invés de cuidar de nossos afazeres, e assim, procurando apenas fazer nossa parte bem feita que é o mais importante a ser feito...
Li uma parábola muito interessante, sobre uma família de tartarugas que foi fazer um piquenique, e notaram que haviam esquecido o sal, e para que as coisas corressem bem, coube à mais jovem a tarefa de ir buscar o tempero necessário. Ela disse que iria somente se todas prometessem que não começariam a comer antes que ela voltasse com o sal... Obtida a promessa, ela partiu...

As outras, respeitando o acordo, ficaram esperando que ela voltasse. E ela nunca que chegava, e assim, após uma prolongada espera, a fome apertou e elas resolveram começar a comer mesmo sem o sal, mas quando iam começar, a outra tartaruguinha saiu de onde estivera escondida o tempo todo, xingando todas as outras, reclamando que não souberam esperá-la, quando na verdade, ela que não cumpriu o acordo pois, preocupada com a possibilidade das outras começarem a comer antes que voltasse, deixou de ir buscar o sal, apenas para ficar vigiando.
Descontando os exageros naturais dessa estória, na nossa vida as coisas podem acontecer mais ou menos da mesma forma, eis que chegamos a perder muito de nosso tempo esperando que as pessoas vivam à altura de nossas expectativas, cumprindo o que nós desejamos que elas realizem, esperando que elas ajam como nós gostariamos que elas o fizessem, e nem sempre dizemos o que queremos, esperando que elas saibam o que fazer. E mais, sem nos preocuparmos com o que elas realmente desejam para sua vida. O que nos importa é que elas façam o que desejamos, e assim, ficamos tão preocupados com o que os outros estão fazendo, que deixamos de fazer nossas próprias coisas, e deixamos enfim, de fazer nossa parte, apenas por desejar controlar ações alheias.
Se cada qual sempre procurasse fazer sua parte, cuidando de uma maneira correta de suas obrigações, teríamos ao menos, uma parte das coisas terminadas. Pelo menos o que nos cabe fazer, mas ao contrário, nada foi feito, porque não prevaleceu o bom senso.
É importante cada qual procurar fazer sua parte bem feita, sem se preocupar em saber o que os outros estão fazendo. Quem sabe, quando os outros que não estão colaborando ao ver que pelo menos alguém procura fazer sua parte, passem a seguir o exemplo de quem se ocupa com a boa execução do que existe para ser feito..
Todos temos nossas expectativas de vida. Temos nossos desejos, e deles devemos nos ocupar, sempre procurando objetivar o cumprimento de nossa parte. Não devemos tentar transferir desejos de outras pessoas para nossa conta, pois se nos preocuparmos com que outros façam sua parte, talvez não consigamos fazer sequer nosso trabalho.  Façamos nossa parte, dando o exemplo. Se não for seguido, paciência, o problema não será nosso, mas sim de quem não o fez.
Sem dúvida alguma, a vida moderna exige uma certa globalização, uma vez que existem muitas coisas que devem ser feitas coletivamente. Para tanto, cada qual deve cumprir com suas obrigações, ocupando-se delas, sem se preocupar se alguém deixa de fazer sua parte, pois isso deverá ficar por conta da consciencia de cada qual.
Se todos pensassem dessa maneira tudo seria melhor, mas é mera utopia, pois sempre haverá aqueles que tentam se aproveitar do trabalho alheio, bem como sempre haverá quem tentará controlar outras pessoas, ao invés de ocupar-se de si mesmo.
Procurando fazer minha parte bem feita, desejo a todos UM LINDO DIA, esperando e desejando que cada qual faça sua parte para ter e propiciar esse lindo dia...

 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados