AMOR DE COMPUTADOR

 


AMOR DE COMPUTADOR
Marcial Salaverry
 
Amor de computador... como será?
Um do lado de lá... outro de cá.
Estranho amor cibernético...
Vivido na imaginação.
Não vemos nossa musa,
Mas sentimos muita emoção.
Temos gozo, temos prazer. ..
Mas como? Sem sequer a ver?
Essa a grande vantagem,
De embarcar nessa louca viagem,
Não se falha, não se trai,
Ela está lá... eu estou cá...
E daí? Que importa a distância?,
Vale a emoção,
Vale o tesão...
E daí? Que importa a distância?
Vale o sexo,
 Sem nexo
E daí? Que importa a distância?
Vale a loucura
Sem frescura
Eu estou cá... Ela está lá...
Que importa se nos vemos,
Ou não
Se nos tocamos,
Ou não
Basta que nos amemos...
Ela lá... e eu cá...
Amor de computador ...
Amor sem dor.
Amor cibernético...
Amor elétrico...
Amor de imaginação,
Mas com muita emoção...


 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados