FANTASIAS DE AMOR, NO CARNAVAL OU NÃO

 

Como está chegando o Carnaval, para acalmar os espíritos,
vamos a uma romantica visão do amor, que também pode
ser vivido no Carnaval, pois o amor sempre é bom de ser vivido,
seja amor de momento, seja o amor de sempre, mas
sempre será o amor...
Vivamo-lo, pois
Osculos e amplexos,
Marcial

  FANTASIAS DE AMOR NO CARNAVAL, OU NÃO...
 Marcial Salaverry

O Carnaval sempre estimula viver uma paixão, e sempre é uma fantasia que povoa a mente de muita gente, e assim, falando em amor e suas fantasias, é preciso salientar que tais fantasias são exploradas no pensamento, e, quando as sensações de amor nos tocam, nada consegue nos ferir,  porque a alma está em transe, como que adquirindo uma forte luz, e essa luz ofusca qualquer dor ou amargura, e funciona como um escudo protetor, enquanto estivermos amando, e pode ser em qualquer época, e o Carnaval é uma época propicia para viver tais fantasias...

Realmente,  é muito  bom amar, pois quando estamos amando, queremos a todos fazer felizes, e assim somos capazes de entender as mais  loucas atitudes, aceitando  possíveis desditas, com  o amor  sempre tudo encobrindo, enquanto conseguirmos expressar  e sentir a nossa paixão.

Assim sendo, na entrega desse amor, conseguimos mesmo passar para a alma todo o calor que estaremos sentindo na fusão dos corpos em delírio.

"Não conseguiremos tolerar qualquer separação, que será como  um martírio...", já o disse L'Inconnu..

E enquanto estamos nesse doce amar,  somos capazes de ao nosso amor tudo entregar, e, sem sequer parar para pensar, entregaremos o corpo, o coração, a alma, e mais o que for necessário para provar o alcance de nosso amor.  A necessidade de demonstrar a força de nosso sentir nos leva a algumas loucuras, por vezes, e em troca, apenas exigiremos reciprocidade, pois sabendo-nos amados, tudo se acalmará.

Os problemas como que desaparecerão.  As tormentas, os pesadelos,  as desditas, não mais existirão, persistindo  apenas os doces momentos de amor, que desejaremos sejam ternos e eternos.  Mas,  infelizmente,  é quase impossível  que o sejam.  Não se pode ter tudo como queremos, e esse amor perfeito fica em nossas fantasias mais doces.

Sempre surgirão contratempos, que poderão gerar ansiedades, dúvidas, e quando tais problemas  vierem nos procurar, deveremos ter forças para superá-los, lembrando dos instantes da doce entrega, e assim,  sequer perceberemos o que a vida encerra em termos de dúvidas e incompreensões.

Sempre  deveremos seguir nossos instintos, sabendo que olhar para o amor, é a única coisa certa nessa paixão que  nos consome intensamente.  A entrega deverá ser total, para manter sempre o clima de amor, que será como uma luz nos guiando. Essa luz vem da nossa própria alma, concentrada em sentimentos profundos, dominada e quase cega em sua loucura, gerando um calor mágico e inesquecível.

Assim é o amor de verdade.  É um  doce sentimento, que não fala em sofrimento, e só fala em carinho e, quando em nossa alma o amor é realidade, estaremos encontrando o caminho da felicidade.

O amor sempre quer a presença da pessoa amada.  Se não a temos perto, sempre vem uma doce saudade, pois só queremos, na verdade, ter a  presença querida ao nosso lado, e saberemos senti-la se a ausencia for necessária, e, se não for possível, sempre nos restará sonhar, enlevando-nos com as doces lembranças dos momentos vividos juntos, fantasiando a doce presença a nosso lado.

O amor, sempre estaremos em sua busca incessante.  O mais importante é saber mantê-lo, quando o encontrarmos, o que nos possibilitará sempre termos UM LINDO DIA.

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados