A UM CHAMADO DE AMOR

 

 
 

 
A UM CHAMADO DE AMOR

 

 
Marcial Salaverry
 
A um chamado de amor,

 

 
atende-se, seja como for...

 

 
Atende-se ao chamado,
se for sincero e apaixonado...

 

 
Se o amor for desejado,

 

 
deverá ser consumado...
Sendo chamado com real desejo,
sem sequer sombra de pejo,

 

 
deve ser selado com um doce beijo...

 

 
Esse amor não deve ser deixado à míngua,
e para bem aquecer o coração,
existe o toque suave da mão...
Quando o amor está chamando,

deve-se logo chegar, muito amor levando,
pelos ardentes beijos desejando,
e com o contato amado sempre sonhando...
 

 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados