COMO NUM CONTO DE FADAS

 


 COMO NUM CONTO DE FADAS
 Marcial Salaverry

Esse é um conto de fadas bem real,
pois nos amamos, e este amor assim surgido,
não foi por nós procurado...
É normal que tenha assim tão intensamente acontecido,
e  foi surgindo de uma maneira bem natural,
e de amores ficamos perdidos...
Como aconteceu, de que forma nasceu,
como saber? Só sabemos que aconteceu, 
e não adianta tentarmos compreender,
eis que só nos resta, esse amor viver...
Não podemos deixar algo tão lindo morrer...
Por que deixar esse sentimento fenecer?
Se é um conto de fadas, vivamo-lo...
Se é um amor vivo, palpável, curtamo-lo...
Se será eterno, como poderemos saber?
Simplesmente vamos esse amor viver...
E vamos vivê-lo intensamente, inteiramente...
Enquanto existir, curti-lo completamente...
Se durar uma eternidade,
ou se amanhã deixar saudade,
não importa, pois tudo comporta
e certamente tudo se suporta...
Vamos apenas viver, e sua magia sentir,
enquanto vida em nós existir,
enquanto esse amor em nós persistir...
Não podemos deixá-lo fenecer,
e assim, vamos esse conto de fadas viver...

 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados