COISAS DO DESTINO

 

COISAS DO DESTINO 
Marcial Salaverry

Assim quis o destino
que desatino...
voce longe de seu amor...
Amar à distância,
será a solução.
Por vezes, dá ânsia,
mas acalma o coração.
Há que se ter imaginação...
Beijos imaginados,
não são sentidos,
autenticados...
Mas, são quase vividos...
Pode-se quase sentir
da pele o calor...
Não se pode é desistir,
pois vale tudo no amor...
Pense sempre com carinho,
esquecendo a tristeza...
Leve as coisas com jeitinho,
e tudo será uma beleza...
Sempre é lindo viver um amor,
seja ele como for...

 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados