É ASSIM QUE SE VIVE O AMOR

 

 
É ASSIM QUE SE VIVE O AMOR
Marcial Salaverry
 
Poetamos tanto sobre o amor,
que quase ele sumiu e evaporou,
o que causaria muita dor...
Quase evaporou o perfume extraído da flor
desse cantado e decantado amor..
Mas a seus inimigos, ele resistiu,
sobreviveu, e o que se viu,
é que o amor  não é feito de vidro,
resistiu, e não se quebrou...
O alicerce que foi pelo tempo
construido, o sustentou,
buscou refúgio lá bem no fundinho da alma,
e assim, em sua essência mais forte, 
o sentimento não findou...
Porque era assim que no Destino
estava escrito, e que mesmo com riscos,
iremos viver sempre esse louco amor...
Sempre haverá um refúgio, um doce cantinho,
onde continuaremos sempre a amar...
E sempre com a força desse amor, 
cheio de dengos,  chamegos e carinho,
a lua, o sol e o mar iremos buscar,
e assim carinhosamente embalar
tão terno e eterno namorar...
Um amor, só precisa de amor para se sustentar...
 

 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados