SIMPLESMENTE IDOSO

 

 

Ser simplesmente idoso, não é ser velho,
sendo essa a questão que atormenta o coração...
A idade nos deixa idosos, velho é aquele que se entrega para a idade...
Osculos e amplexos,
Marcial

SIMPLESMENTE IDOSO
Marcial Salaverry
 
Saber ser simplesmente idoso, ou achar que já está velho, realmente essa é uma dúvida crucial, e são situações totalmente diferentes. Quanto a ser idoso, é uma verdade da qual não se foge. O tempo é inflexível. Passa e cobra seu tributo, deixando suas marcas, no físico e na alma também. E essa é a diferença fundamental. Se as marcas deixadas estão apenas no corpo, ou se a alma também sente a passagem do tempo.
Então o que se pode definir, é que uma pessoa idosa, é aquela que tem muita idade, que já viveu muitos anos, e apresenta as marcas em seu corpo. Uma pessoa velha, contudo, é aquela que perdeu a alegria pela vida, que se entregou à passagem do tempo, e tem sua alma marcada, e vencida pela passagem do tempo inclemente.
Cumpre ressaltar que a idade simplesmente vai envelhecendo a matéria, tirando aos poucos a vitalidade da juventude, enquanto a velhice vai envelhecendo o espírito. Assim, pode se dizer que nem sempre um idoso pode ser chamado de velho, se consegue manter seu espírito jovem, ao passo que existem muitos velhos que ainda não são idosos. São aqueles, idosos ou não, que apenas se recusam a viver, e acham não ter mais nada a fazer...
Quando apenas sentimos a passagem dos anos sem deixar que isso nos envelheça, ainda sonhamos, ainda temos planos para o futuro, ainda queremos aprender alguma coisa, ainda pensamos em cuidar de nosso físico, praticando algum esporte, quando ainda temos capacidade de amar quem vive conosco, ou de procurar novos amores se perdemos a parceria, ou sabendo manter nossa parceria de sempre.
Contudo, podemos ser chamados de velhos, se ao invés de procurar atividades, apenas pensamos em descansar, quando sequer temos vontade para ensinar o que um dia aprendemos. Quando deixamos de sentir amor, e apenas queremos reclamar a posse do amor que desejamos que outros nos dediquem.
Precisamos considerar o que L’Inconnu nos diz:
"
Você é idoso quando o dia de hoje é o primeiro do resto de sua vida, mas é velho quando todos os dias parecem ser o último da longa jornada."
Sem dúvida alguma, idoso é aquele que teve a felicidade de viver uma longa vida produtiva, tendo com isso adquirido uma grande experiência, e há que se considerar que a vida é feita de muitas pontes, e temos que saber atravessa-las, sendo que a  juventude é a ponte entre a infância e a maturidade, e é aquela cuja travessia requer os maiores cuidados, pois poderá deixar sequelas para sempre. A maturidade estará marcando a travessia para a idosidade, ou para a velhice, depende de como fizemos as travessias anteriores, e de como estaremos considerando o destino final. 
 Devemos sempre estar preparados para uma eventual renovação em nossa vida, vivendo de esperanças e jamais de saudade apenas. Devemos viver o momento presente, preparando-nos para o futuro, ao invés de lamentar o que tivemos ou fizemos no passado.
 Não podemos ficar imaginando que o fim se aproxima, mas sim, devemos curtir o tempo que ainda temos de vida, vivendo-a o mais intensamente possível, viajando, amando, fazendo tudo aquilo que por uma razão ou outra não conseguimos enquanto estivemos atravessando as primeiras pontes.
Levando uma vida ativa, plena de projetos e de esperanças, o tempo passará rapidamente, mas não sentiremos a velhice chegar.
 Com os nossos desejos de UM LINDO DIA, vamos a mais uma citação de nosso guru favorito, o conhecido L’Inconnu: "
"As rugas do idoso são bonitas, porque foram marcadas pelo sorriso, enquanto as rugas do velho são feias porque foram vincadas pela amargura."
 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados