SER FELIZ

 

Perguntaram-me como ser feliz quando os problemas se avolumam, quando os desentendimentos sempre ocorrem, quando a Paz é uma utopia.

Perguntaram-me o que se pode entender por felicidade, em vista disso.

Bem, permito-me expor meu ponto de vista, muito pessoal aliás, sobre o que entendo por essa coisa inexplicada e inexplicável que é a tal da FELICIDADE. Vamos ver se consigo traduzir meus sentimentos sobre o assunto.

É necessário estarmos bem e em paz conosco. Estarmos com a consciência tranquila, de que nada fizemos deliberadamente para prejudicar alguém.

Esse fator é importante. Por que tentar atrapalhar a vida de outras pessoas? Nunca poderemos nos sentir totalmente bem se conseguirmos vantagens com tais recursos. Penso que até mesmo nossos "queridos" políticos não conseguem se sentir bem com as falcatruas que fazem, em detrimento do povo em geral. Deixemo-los para outros papos.

O assunto agora é felicidade... é procurar definir essa coisinha importante que deixa algumas pessoas que sabem encontrá-la em "estado de graça", e deixa outras frustradas, por não conseguirem senti-la.

A felicidade é simplesmente um estado de espírito. Existem pessoas que com pouca coisa conseguem se sentir felizes, e outras, que apesar de terem tudo, vivem amarguradas, porque "sempre lhes falta algo" para que possam "sentir-se felizes".

Não vamos falar de ambição, que é algo que muitas vezes impede que alguém esteja feliz. Nem tampouco do egoísmo, que também é outra coisa que não permite que se perceba que a felicidade está à nossa frente.

Vamos, isto sim, aproveitar um sábio pensamento de Marxwell Maltz, que simplesmente diz: A felicidade é um bem que se multiplica ao ser dividido.

Sem dúvida alguma. Quando nos sentimos felizes, "de bem com o mundo", sentimos uma necessidade quase vital de dizer e demonstrar o quanto estamos bem. Muito dificilmente conseguimos esconder dos outros, principalmente dos nossos amigos, aquilo que nos vai na alma.

Por vezes atraímos pensamentos invejosos, de pessoas que não se conformam que alguém neste mundo possa estar bem, sentir-se feliz. Não tem importância. Ao encontrarmos pessoas assim, devemos sempre usar nosso pensamento positivo para neutralizar os chamados "maus fluídos" que eventualmente possamos atrair.

Quem sabe, a felicidade possa ser uma "doença contagiosa", e se transmita também para as pessoas negativas que nos cercam? Quem sabe conseguiremos transmitir esse "vírus benéfico", transformando sua amargura em felicidade?

Afinal, não é crime nenhum o "estar feliz". Nem precisa de motivos especiais para isso.

Basta saber que seu espírito está leve, gostoso. Basta saber que existe mais alguém nas mesmas condições. Esse sentimento bom deve ser espalhado.

Vocês já repararam o efeito que um sorriso sincero espalha no meio ambiente? Quando alguém que esteja REALMENTE feliz entra, parece que as coisas começam a se modificar. O ambiente, se estava carregado, se desanuvia.

Algo que não me canso de repetir. Para se "fechar a carranca", são empregados 118 músculos e nervos, e para sorrir, apenas 17. Então crianças, nem que seja por economia, SORRIAM...SEJAM FELIZES.

Outra coisinha: É impossível rir e sentir preocupação ao mesmo tempo...

É por isso que não podemos nos esconder quando estamos felizes. Sempre devemos procurar as pessoas, na tentativa de fazê-las igualmente felizes. Não custa nada, e faz bem. Espalhar pensamentos positivos e boas idéias, é uma das formas de fazê-lo.

 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados