ENTENDENDO A INTERNET

 

 

Com certeza, entendendo a Internet, ela não se transforma em Infernet, e é muito gratificante
conviver com ela, vivendo tudo o que de bom ela nos oferece...
E, claro, deixando de lado o "lado escuro" da Internet, que é o seu "Infernet"...
Osculos e amplexos,Marcial

ENTENDENDO A INTERNET
Marcial Salaverry

Dizem que se conselho fosse algo de muito bom, não seria dado, mas sim, vendido. Apesar de não discordar totalmente do quanto dito, posso dar um conselho àqueles que gostam de escrever: "Nunca tema um tema diferente abordar...", ainda se considerarmos que quando menos se espera, chega alguma inspiração (ou piração...), assim, por vezes o tempo que se gasta pedalando numa bicicleta ergométrica na Academia, pode ser aproveitado de outra maneira, pois entrei de carona numa conversa de duas "meninas" que estavam igualmente pedalando em bicicletas vizinhas, e uma delas criticava a Internet, dizendo ser coisa apenas de gente carente que não tem o que fazer.
Não quis atrapalhar o "educativo" diálogo, pois comecei a elaborar um texto para procurar realmente entender o que é a Internet, e cheguei a algumas conclusões que agora trago para o monitor...
Acredito que quem pensa assim, é porque realmente está carente... Na verdade, a Internet é lugar de gente carente sim, mas carente de noticias, carente de atualidade, carente de fonte de conhecimentos, e, no plano pessoal, carente de boas amizades, coisa que anda difícil de se conseguir fora. Do jeito que anda a violência das ruas, o melhor é ficar em casa, e, francamente, que melhor companhia do que as amizades "internetárias?" É só saber dosar a coisa.
Realmente podem ser carentes de vida em comunidade, eis que é mesmo essa a grande carência da humanidade atualmente. E a facilidade com que podemos nos comunicar "interneticamente", pode suprir essa carencia. AMIZADE é a grande mágica da Internet, e apenas é preciso saber encontrar essas amizades, saber lidar com elas, para que a internet não vire uma infernet...
Fala-se que é preciso viver em sociedade, sair, frequentar lugares. Para tanto, temos que pensar nas despesas que tais passeios acarretam, e além disso, sempre temos que nos cuidar e confiar desconfiando de tudo e de todos, porque a violência anda à solta, e sempre é possível marcar encontro com uma bala perdida... Então procuramos fazer tudo a toque de caixa, para voltar logo pra casa, e em casa, a programação da TV está uma droga, então, resta a Internet, e mesmo com ela, é preciso analisar com quem, pois para saber viver e conviver com Internet e amizades internetárias, temos que tomar certos cuidados, e a sinceridade é algo fundamental, para evitar algumas coisas que podem ser desagradáveis.
Mesmo com tais cuidados, algumas pessoas procuram torcer tudo o que se escreve e o que se lê. Então, pode-se dizer que são essas as pessoas carentes, que vão procurar intrigas, quizílias, polemicas, ao invés de amizade. É aí que mora o perigo, pois é preciso saber separar bem as coisas, para evitar mal entendidos, para evitar mágoas, brigas e discussões. E tem gente que apenas quer procurar encrenca. Brigar virtualmente pode satisfazer uma índole violenta, sem os riscos de se machucar, e encontrando pessoas assim, devemos apenas usar a tecla Del, para não alimentar brigas ou polêmicas, e as deixando falar sozinhas. Basta que não se retruque a uma agressão gratuita, e ela geralmente termina. Muitas vezes o silencio é um grito de resposta.
Há que se ponderar também, que é muito mais fácil descobrir-se defeitos ou pontos de "desafinidade" no real do que no virtual. No virtual, tudo pode ser belo. Nunca se sabe se está perfumado ou suado, se saiu do banho, ou se chegou da academia, se existe ou não sinceridade, uma vez que falta o contato, falta o olho no olho. Muitas vezes, amores virtuais se desencantam apenas com olhar o "adversário". É quando falta a sinceridade nos papos internetários...
Ainda temos que considerar que a Internet facilita a descoberta de certos talentos ocultos que todos temos, pois começamos a escrever, e acabamos entendendo que é isso o que gostamos realmente de fazer.
Particularmente, eu tenho que ser grato à Internet, porque foi aqui que descobri uma insuspeitada vocação para escritor. Foi aqui que consegui belas amizades espalhadas pelo mundo inteiro. E posso dizer que sou um escritor que gosta de escrever e através desses escritos conquistar amigos, e espalhar amizades.
E como sei que é por demais gostoso ter UM LINDO DIA, é o que desejo a todos os amigos, e tambem aos que ainda não o sejam...

 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados