FOI TUDU CURPA DA PINGA

 

 


FOI TUDU CURPA DA PINGA
Marcial Salaverry
 
Dasveis contece cada coisa, qui pra mor dintendê, careci de buli c'os pensamento.
O "seu dotô" adispois dinxaminá os zoio da Maricota, dissi prela: "Pega o coliro e pinga duas gota nos oio..."
Veja só kikifou kiela mi dissi adispois: "Ai, mai cumo dueu pá ponhá a mardita pinga no zóio, agora to inxerganu tudo de dois, i  si ocê vié namorá, é bem capaiz di invéis di ieu bejá ocê. . . vo é. . . bejá o otro." 
Ma, aravejasó, cocêqué, muié... Num sei oncotô qui num ti prego a mão nas fuça, uaisô...
Dispirdiçá uma pinga das boa, jogando nas vista...Socê emprestasse as tenção nuqui o seodotô falô, cê ia sabê qui num era pra jogá a mardita nus zoio... Cando ele falô procê, pinga nus zóio, ele num falô procê pingá pinga, ma era pra pingá u tar du coliro, não a pinga... a pinga é praieu bebê... Já sei... Cê mi dá a pinga... ieu bebo, i adispois cuspo ela nus zoioteu... qui pra modi as coisas fazê infeito...
Xeuxegá, qui já vamo ajeitá ascoisa... tá mar contada esse instoria di píngápinga...
Pinga num si pinga, si bebe de golada, araveja só.. pingá um pingo da pinga, numdá neim pruxero, ara... Agora pressa questã dus beju... socê tomá a pinga maisieu, vai sê bão dimais... pruquê o qui é du bebo, tem dono não... aíííííí´sim, vaisêmaimiódibão.. ara sivai... i si inda tivé nos zoio, vô lambê elis, pra modi porveitá a mardita...
Tábão, fique triste não, e miadiscurpi ieu, si gritei cocê, é quisienfezei cos dispirdiçu da pinga...  Mai, zóia, essa ideia di lambê, tá mi dandu umas ideia, didindondi ponhá a pinga... adispois nói cunversa, nénão? Ma eu zoiei uns livro di coisa prus zoio... i fiquei cos meu doendo, di tanto lê... o trem pra pingá, né pinga não... eli falô pinga, qui pra modi pingá umas gotinha dum tar di coliru... i ocê, sua abestada, pingô pinga... Vamfazê as coisacerta... ieu vô, pingo o coliru nus zoio teu, i pingo a pinga padrentu dieu... Vamnessa? vaisêbãoabeça...
Gostei das tuas ideia di porveitá a pinga i as lambida, nécocê tá casrazão? Num vô bebê tudim , pra modi num vê tudu drobado...Si uma só docê dá tantu trabaio... sovê maisduma... Afffe....
É maimiódibão ficá sócocê... Isqueci as pinga...
Vamusicasá logo, quiéomaimió pra fazê, ara...

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados