É PRECISO SABER VIVER

 

 


 

É PRECISO SABER VIVER

Marcial Salaverry

 

Parece a coisa mais fácil do mundo saber viver. É suficiente ficar respirando.

Bem isso é feito por quem apenas está passando pela vida, sem contudo a estar vivendo em sua plenitude.

Saber viver, é saber buscar o que a vida tem de bom e de belo para nos oferecer.

Rubem Alves deixou-nos uma linda mensagem a respeito:

"Sim, eu quero viver muitos anos mais. Mas não quero a qualquer preço. Quero viver enquanto estiver acesa em mim a capacidade de me comover diante da beleza."

Concordo inteiramente, pois viver por viver, não vale a pena. Viver apenas em função de um cargo, do montante da conta bancária, do status social, do quanto eu tenho, não é viver realmente.

Escravizados pela ambição do dinheiro, ou pior ainda, pela ambição do poder, muitas pessoas sequer tem tempo para apreciar as belezas da natureza... Em suas viagens de negócios, de negociatas ou negociações políticas, passam por muitos lugares, mas nunca se detém para apreciar o que de belo lá existe. 

Visitam, mas não conhecem.  Muito viajam, mas nada veem.

Outros, simplesmente esquecem o convívio familiar, e se dedicam full-time ao trabalho, numa ambição insana de sempre querer mais, e deixam de desfrutar as belezas da vida familiar, não acompanham o crescimento dos filhos (nunca tem tempo para essas coisinhas...). Sua secretária o conhece mais que sua esposa.  Mais tarde, lamentará não ter aproveitado melhor seu tempo.

O trabalho é necessário. É a lei da sobrevivência.  Mas a família, o lazer,  também o são.

Há que saber dividir o tempo, que é inclemente e passa. Depois, quando se tenta recuperá-lo, não adianta mais, pois ele já foi.

As belezas a que Rubem Alves se refere, estão nas pequenas coisas da vida, às quais nem sempre prestamos atenção, e que sempre poderemos e deveremos tratar de observar.  Serve inclusive, como preventivo contra o stress.

Estão na Natureza e tudo que ela nos oferece, desde o nascer e o por do sol, ao canto dos pássaros, à beleza do mar, das montanhas, ao luar, às estrelas.  Enfim a tudo que podemos ver e admirar quando quisermos e a custo zero. Basta parar um pouco com a atividade incessante e apreciar, curtir, viver enfim...

Apreciar as belezas da vida familiar, acompanhar o crescimento dos filhos, conversar com a esposa, saber dos problemas domésticos do dia a dia. Brincar com as crianças, rolar na grama ou na areia da praia.  Esquecer por um momento a cotação da Bolsa, o jornal na TV, e escutar o que seu filho está tentando lhe falar. Essa conversa poderá evitar que ele faça alguma besteira.

Ajudar a esposa nos pequenos afazeres domésticos, e conversar com ela.  Participar de seus sonhos, saber o que ela gostaria de fazer no fim de semana.  Fazer uma pequena viagem, apenas para curtir a família, esquecendo-se de tudo que refira às obrigações.

Isso poderá diminuir um pouco sua conta bancária, mas vai render muito na conta familiar, em seu futuro.

Não se esqueça de que quando os anos chegarem, quem poderá estar ao seu lado, será sua família, isso se voce soube investir nela.

Enfim, não basta apenas viver, é preciso saber viver, e saber apreciar tudo o que de belo a vida nos oferece.

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados