COMO PODE SER UM AMOR ESPECIAL

 

 


 
COMO PODE SER UM AMOR ESPECIAL
Marcial Salaverry


 

Não resta a menor dúvida de o maior desejo de todo e qualquer ser vivente é achar, viver e conviver com um amor especial.
O amor especial que queremos, é aquele amor feito sob medida para nós, atendendo todos nossos desejos, e que seja exatamente aquilo que queremos para que possamos ser felizes.
E nesse ensejo, haja imaginação, tentando imaginar tudo o que de bom esse amor nos poderá proporcionar, em toda a felicidade que poderemos viver a seu lado.
Assim, esse amor tão procurado e desejado, deverá ser um amor calmo e sem chamas muito ardentes, para que seja duradouro, porque um amor muito ardente
pode não ter uma chama muito resistente, que poderá ser efêmera, e que fatalmente irá nos fazer sonhar muito alto, e é importante manter os pés no chão, para que possamos saber onde pisamos, sem perder o contato com a realidade, o que acabará por acontecer se muito levitarmos, e assim, poderemos perder o contato com a realidade, entrando no perigoso mundo dos sonhos.
Mas, embora calmo deverá nos queimar o coração só de nele pensar, e aquecendo nosso coração, deverá ter  um pouco de maravilha, de mistério e surpresa, sem contudo fugir da previsibilidade, pois se causar muitas surpresas, poderá tirar nosso ponto de equilíbrio, que é o fator preponderante para bem vivermos.
Assim sendo, precisamos sempre ter pé da situação, para evitar alguns fatos que poderão ser desagradavelmente surpreendentes.
Para bem viver esse amor procurado, deve-se procurar estar junto, para sempre haver o prazer do contato.
Certamente, uma convivência prazerosa é fundamental para uma longa vivência gostosa e tranquila. 
É preciso bem entender que não se deve tentar aprisionar o ser amado. Viver junto é uma coisa, mas tentar prender ao lado, é outra, pois o prazer de estar junto, é assim permanecer porque assim o desejamos, não apenas por sermos obrigados a tanto, assim, se ficarmos distantes, poderemos sentir a necessidade de estar juntos, e não a obrigação de faze-lo. Sem aquele desespero que uma ausência pode provocar naqueles corações possessivos que exigem a presença constante ao lado. É preciso compreender que o verdadeiro prazer do "estar juntos, é quando há o desejo e não a obrigação.
Estando juntos novamente, saberemos compreender porque sentimos tanto prazer nesse abraço. Porque houve tanta saudade. Simplesmente porque o amor é real, verdadeiro. Não é apenas um amor de posse, mas um amor de junção. Ninguém é dono de ninguém. Existe na verdade, o amor.
Quando ambos tem o mesmo pensamento, sem duvida será o amor perfeito. Aquele amor escrito nas estrelas. Aquele amor que não vê tempo, não vê distância,
nem tampouco virtudes ou defeitos. E se os vê não os qualifica. Os aceita.
Esse é o amor especial,  é o amor por todos procurado, mas nem sempre encontrado, e muitas vezes, é perdido por não ter sido bem entendido.
Esse encontro, sem dúvida, será o melhor acontecimento para dois corações, e poderá revelar emoções sentidas, despertando as alegrias até então reprimidas, e
adormecendo as tristezas porventura existentes, e saberá enfrentar problemas e tristezas que porventura surgirem, e saberá desfrutar dos momentos felizes que certamente ocorrerão, com  ambos os corações sempre batendo em uníssono, com carinho e compreensão.
É esse o amor realmente especial. Encontrando-o é preciso saber mante-lo. Se o perdermos, dificilmente teremos nova oportunidade para viver um Amor Especial.
 
"O amor que procuro,
Mora já em meu coração,
Mas já sente muita saudade.
Marcial Salaverry"


 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados