ACERTANDO CERTOS REENCONTROS

 

 

Sempre será válido buscar o reencontro de uma amizade,
de um amor... Por que permitir, e manter um afastamento
que magoa aos dois lados?

ACERTANDO CERTOS REENCONTROS
Marcial Salaverry

Durante nossa vida, afastamo-nos de alguem sem que haja um motivo realmente válido, talvez porque por vezes ocorrem pequenas desinteligencias, e, na tentativa de se acertar as coisas, busca-se num reencontro, uma oportunidade de se consertar algo de errado que fizemos, ou que sofremos, e que pode exigir uma grande dose de humildade, pois devemos superar algo que temos muito arraigado, que é o orgulho, nosso amor próprio, que, quando ferido, nos leva a certas atitudes das quais podemos nos arrepender mais tarde, levando-nos a buscar amizades perdidas, por causa desses "tropeções"...
Desencontros na vida existem muitos. Pode ser com pessoas que perdemos de vista, amizades com as quais perdemos contato. Bate a saudade, e gostaríamos de um reencontro, mas por diversas circunstâncias é-nos impossível fazê-lo em determinado momento. Adiamos essa busca para uma ocasião mais propícia, que poderá ou não surgir. Por causa de coisas assim, existe um velho provérbio que diz "Nunca deixes para amanhã, o que podes fazer hoje..."
Também podem ser desencontros provocados por algum desentendimento, muitas vezes causando o fim de um relacionamento, algo que parecia sólido, mas que se esboroa com grande facilidade, mesmo que deixando algo para trás, mas que saudade nos traz...
Mais tarde, de cabeça fria, analisamos melhor a situação e descobrimos que a situação poderia ter sido contornada se não nos tivéssemos deixado levar pelo calor da discussão, ou por não ter procurado buscar uma solução, deixando para depois o que deveria ter sido feito naquele momento, que pode ser um reconhecimento de um erro, ou um simples pedido de desculpas.
Houvéssemos melhor ponderado, e esse desentendimento não teria atingido essas proporções, terminando um relacionamento. Pode ser orgulho ferido, pode ser uma mágoa provocada, talvez involuntariamente, mas que acabou provocando uma discussão, causando a separação...
Esses desencontros por vezes tem conserto, desde que uma das partes se disponha a buscar o reencontro, passando por cima de eventuais mágoas, superando o orgulho eventualmente ferido, e o mesmo deve acontecer com o outro lado, sabendo ponderar e superar o acontecido.
Precisamos sempre manter aberto o canal de entendimento, através de muito diálogo, para evitar que tais desencontros ocorram.
Existe porém um desencontro que exige uma atenção especial, pois envolve nossos sentimentos mais íntimos. São os desencontros amorosos. E são os mais doloridos que existem, pois sempre é-nos difícil aceitar que alguém a quem muito amamos, de repente possa descobrir que não nos ama.
Então começamos a buscar desesperadamente as razões desse desencontro, e, em nossa imaginação, passam possibilidades as mais desencontradas possíveis. Qual poderá ser o motivo da recusa ao nosso amor, o porque dessa pessoa não desejar nossa companhia.
Muitas vezes não conseguimos ver que o motivo é o mais simples possível. Nosso amor não tem retorno. Não existe a reciprocidade desejada. A pessoa que amamos, não nos ama, e, claro, aí a coisa se complica, e esse é um dos desencontros que costumam ser definitivos, sendo quase sempre frustrante a busca do reencontro pois, se nosso amor não é correspondido, buscar o que? Nesse caso é mais adequado buscar-se um novo amor, pois se não existe a reciprocidade que desejaríamos, talvez o mais adequado seja liberar nosso coração desse sentimento sem retorno, pois a busca só irá causar mais mágoas aos dois lados, sempre trazendo um certo constrangimento.
Existem alguns desencontros amorosos que poderiam ser evitados. Quando ocorrem entre casais que já vivem juntos há muito tempo, cujo relacionamento vem sendo minado por pequenos desentendimentos, que vão crescendo com o correr do tempo, e por uma eventual falta de diálogo, o desentendimento vai aumentando, até que se chega a um rompimento. Esse desencontro, quando surge, é quase sempre definitivo. Muitas coisas ditas, ofensas trocadas, deixam marcas definitivas, impossibilitando o reencontro.
Tivessem ponderado melhor, dialogado mais, talvez a situação tivesse sido contornada em seu nascedouro.
Devido diversas circunstâncias, nos desencontros amorosos, a busca do reencontro é mais complicada, pois envolve as chamadas questões do coração, que nem sempre nos deixa agir conforme a razão indica.
O mais adequado seria evitar que o desencontro acontecesse, mas se aconteceu, vamos raciocinar com ponderação para ver se vale a pena tentar a busca do reencontro.
Assim, para evitar um desencontro entre nós, desejo a todos UM LINDO DIA.


 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados