ESTE É O BOM DIA DA CRIANÇA

 

 


Mais do que presentes, a criança em seu dia, quer amor, carinho e orientação de seus pais sobre o que é a vida.
Vamos esquecer o lado comercial do Dia da Criança, e pensar no que ela realmente precisa, para bem viver a vida e na vida.
Osculos e amplexos,
Marcial

ESTE É O BOM DIA DA CRIANÇA
Marcial Salaverry
 
Este Dia da Criança pode ser o bom Dia da Criança, onde todos se lembram dos presentes que devem ser dados às crianças. E tome brinquedos, roupas, doces, e coisas assim.  Na realidade, não são esses os verdadeiros presentes que as crianças precisam receber, são os presentes que gostam mas não exatamente aquilo que precisam.
Vamos falar do que é importante para as crianças receber de seus pais, e do que é necessário para ser um pai de verdade, pois biologicamente é fácil ser pai, bastando fazer a parte correspondente ao homem no ato sexual, e pronto, já se pode ser pai. Entendem que além disso, basta dar a ajuda material que a mulher necessita para que nada lhe falte durante esse período tão lindo e importante de sua vida.
Também faz parte de suas funções cuidar do sustento do filho, provindo-o materialmente de tudo que ele precisa, não deixando faltar nada,  para que ele nunca possa reclamar de que o pai falhou em seu sustento material, bem como procurar atender aos caprichos de seus filhos, atendendo-os em seus mínimos desejos, para que eles vejam que beleza de pai tem.
Para suprir a parte de carinho, de atenção, daquelas conversas tão necessárias entre pais e filhos, é suficiente dar  um cheque e pronto, e para poder sempre dispor desses cheques, claro que se deve sempre pensar no trabalho, mesmo que isso implique em não acompanhar  direito as atividades dos filhos, pois para tanto pagam as babás, além dos préstimos da mãe. Se por acaso descobrir que seu filho faz um monte de coisas erradas,  procura entender tudo, e sempre aceita, passando a mão na cabeça dos filhos, dizendo que são coisas da vida, e depois, basta pagar os prejuízos que eles causaram a outras pessoas, e pagar suas fianças na policia. Afinal, pai é para cobrir todas as despesas dos filhos... Pra que orientar no que deve ou não fazer? Isso é perda de tempo, e afinal das contas,  ele precisa viver, aproveitar a juventude, que passa tão rapidamente.
Parece exagero, mas  infelizmente tem muita gente que pensa realmente assim, e que realmente assim age. E depois, quando vê o filho enveredando por caminhos perigosos,  pergunta-se desesperado: Onde foi que errei? Deus não existe, porque permite que um pai passe por essas coisas, apesar de tudo ter feito por seus filhos, sem pensar que na realidade se esqueceu das verdadeiras funções de um pai, que além de prover a familia da parte material, tem que pensar que precisa cuidar de seu espírito, preparando-o para enfrentar a vida, deve saber enfim quais as reais obrigação paternas, que são bem outras.
Além de suprir materialmente as necessidades, deverá sempre dar um suporte de fundo espiritual, emocional, pessoal. Deverá saber acompanhar as diversas fases da educação e da vida dos filhos.  Deverá saber orientá-los para a vida.  Deverá saber acompanhar sua vida escolar.  Deverá estar sempre pronto para dialogar com eles. Mesmo que esteja ocupado, deverá saber como é importante para os filhos saber que tem um canal aberto em casa para a orientação e aconselhamento tão necessário algumas vezes. Deverá saber como é importante para os filhos, reconhecer algum erro cometido, e saber pedir desculpas quando isso acontecer, e é disso que muitas crianças sentem falta, da orientação paterna, eles querem conhecer seus limites, saber até onde podem chegar, e o que lhes é permitido fazer. É preciso entender que toda criança está sempre testando seus pais, para conhecer os limites, que se não lhe são mostrados, ela vai em frente, fazendo as coisas a seu bel prazer, e os resultados nunca serão bons. Criar uma criança pode ser fácil, saber criá-la e mostrar-lhe o caminho certo, é bem mais complicado, requer discernimento, bom senso, tirocinio. No fundo de sua alma, é isso que a criança quer de seus pais, educação ao invés de mimos exagerados.
Seria esse o real presente que as crianças devem receber em seu Dia da Criança, que na realidade, são os 365 dias e seis horas do ano. A devida atenção e o carinho de seus pais. Muito mais que presentes materiais, carinho e atenção são os verdadeiros presentes que as crianças precisam ganhar.
Mais vale um abraço e um beijo, com um sincero "EU TE AMO, CRIANÇA QUERIDA", do que o mais caro presente dado "por obrigação"...
E chegando a essa conclusão com certeza este será um LINDO DIA DA CRIANÇA...

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados