BOM DIA PARA MEU AMIGÃO

 

 

BOM DIA PARA MEU AMIGÃO

Marcial Salaverry
 
A melhor maneira que existe para começar um dia, é dar um sincero BOM DIA MEU AMIGÃO, direcionado para o grande amigo que todos nós temos lá em cima.
Ele é tão amigo, mas tão amigo, que aceita ser chamado por uma porção de nomes. Chamam-no de Deus, Alah, Ogum, Buda, enfim, cada crença das muitas que existe pelo mundo, o chama de um nome. Calculem que até de Mbote Mondele já ouvi chamarem-no (isto é, em lingala, Branco Bom. Como ? onde se fala o lingala ? Ora...no Congo-África, onde vivi 3 anos). O importante é nunca nos esquecermos dele, pois ele nunca se esquece de nós. Por vezes achamos que ele é ruim. Isso, quando as coisas não correm bem para nós, quando perdemos alguém querido, ou algo que muito desejamos. Mas, vocês conhecem a história das pegadas na areia ? Pois é, nessas ocasiões em que nos julgamos abandonados, pois só havia marcas de uma pegada, é porque Ele nos estava carregando.
É muito simples culpá-lo por nossos próprios erros, ou mesmo por coisas que nos acontecem por erros de outros. Analisem bem e vejam. O fato de estarmos reclamando, já é sinal de que temos forças para alguma coisa, então, que tal aproveitarmos essa força que ainda nos resta, para pelo menos tentar reverter a situação. Bem, falando sobre os nomes com que nos dirigimos a ele, eu costumo conversar com ele, tratando-o por Amigão, ou mesmo, Chefinho. Como nossa amizade data de muitos anos (e bota ano nisso), posso ter essa intimidade. Mas apesar da intimidade e do carinho, continuo tendo o máximo respeito por Ele e suas decisões...

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados