O AMOR É UMA LINDA DOAÇÃO

 

 

O amor é uma linda doação,
e aqueles que amam de verdade sabem disso...
Osculos e amplexos,
Marcial

AMOR É UMA LINDA DOAÇÃO
Marcial Salaverry

Com certeza, o amor é um sentimento que não pode ser vivido unilateralmente, pois exige reciprocidade para que seja bem vivido. Exigirá sempre uma doação mútua.
Os parceiros precisam entender que devem fazer sua parte em benefício de uma vida em comum. Jamais poderá dar certo uma união baseada em uma cessão total de uma parte, com o domínio da outra. Como o próprio nome indica, trata-se de uma união, e não de uma unidade.
Sempre pode acontecer alguém gostar de alguém sem que haja correspondência. Não é bom, mas é algo que pode acontecer, pois o fato de gostarmos de uma pessoa não é sinal indicativo de que seremos correspondidos nesse amor, por mais triste que isso possa ser.
Contudo, ao nos interessarmos por outra pessoa, desejaremos a reciprocidade. Muitas vezes nos recusamos em aceitar o fato de não haver correspondência em nosso sentimento.
É altamente frustrante chegar-se a essa conclusão, levando-nos sempre a perguntar porque isso acontece. Por que será que meu amor não tem retorno? O que poderá existir de errado em mim?
São perguntas para as quais queremos resposta, mas esta não existe. É impossível controlar o sentimento, pois o amor aparece, ou não, independendo de nossa vontade. Dessa maneira, não será lícito exigir o retorno do amor surgido. Se ele nasceu em nosso coração, talvez não tenha aparecido para quem desejamos. São coisas da vida, que precisamos saber aceitar.
Se amarmos alguém, poderemos tentar conquistar o amor ou mesmo a simpatia desse alguém.
O que não podemos é exigir que essa pessoa nos ame. Não se pode mandar nos sentimentos de ninguém.
Vamos nos valer de uma das “pérolas” de nosso querido L’Inconnu para melhor explicar.
"Ao darmos a alguém o nosso amor, nunca teremos a certeza de que iremos receber esse amor de volta. Não ame esperando algo em troca. Espere que esse sentimento cresça no coração daquele que você ama. E, se isso não acontecer, esteja feliz por este sentimento estar crescendo... Em seu coração pelo menos."
Este pensamento encerra uma definição definitiva. Nunca poderemos pressionar esse alguém por quem nos apaixonamos, no sentido de que o sentimento seja retribuído.
Apenas podemos tentar conquistar, com doçura, jeitinho, carinho o amor dessa pessoa. E, se não o conseguirmos, não poderemos desejar sua infelicidade. Pelo contrário, se nosso amor for verdadeiro, só poderemos torcer por sua felicidade, mesmo que seja ao lado outro alguém.
Não é porque não temos nosso amor correspondido, que deveremos "torcer contra", seguindo aquela mentalidade tacanha muitas vezes encontrada: "Se não for meu, que não seja de ninguém." Tal pensamento é digno de pena, pois encerra uma alma muito egoísta e mesquinha.
A conclusão do pensamento de L’Inconnu é muito linda, "esteja feliz por esse sentimento estar crescendo em seu coração". Efetivamente, não há nada mais lindo do que descobrir que temos a capacidade de amar.
É sinal de que estamos vivos. Mas amar de verdade, desinteressadamente. Desejando apenas ser feliz ao lado de quem amamos. E se esse alguém não nos amar, deveremos ter o desprendimento necessário para desejar sua felicidade ao lado de quem vier a amar, e sabermos procurar a nossa, ao lado de outro alguém, pois não é o fato de havermos "perdido essa parada" que nos vai fazer desistir. Já provamos para nós mesmos que somos capazes de amar. E amar de verdade. Então,
se não foi possível ao lado de um "certo alguém", que o seja ao lado de "outro alguém", que talvez nos ame com a mesma intensidade. O amor pode estar a nossa procura, sem que o vejamos, fechados na obsessão de um amor impossível.
O mais importante foi a descoberta feita, de que somos capazes de amar, e de renunciar se não formos correspondidos, ficando assim, com o coração livre e aberto, pronto para outra tentativa de conquistar e ser conquistado.
O amor não é unilateral. É um sentimento que pede reciprocidade para sobreviver e se manter.
Não podemos deixar que feneça o amor que existe em nosso interior.
E agora, com muito amor no coração é que desejo a todos UM LINDO DIA.


 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados