QUASE SONETANDO

 

 

QUASE SONETANDO
Marcial Salaverry
 
 
 
Realmente, anos a fio,
as regras sempre me atrapalharam...
Apenas, gosto de desafios,
que sempre me entusiasmaram...
 
Realmente, gosto de poetar livremente,
criando o que me vier à mente,
embora isso pareça demente,
mas é o que me diz a inspiração simplesmente...
 
Meu poetar horroriza aos puristas,
mas isso não me amofina,
sempre sigo o sentimento que me domina...
 
Aponte-me o defeito, pois,
para que não reincida depois...
E assim  seguirei, ainda que Camões o lamente...
 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados