SEMPRE HÁ MOTIVO PARA CHORAR POR ALGUEM

 


 
Quando algo, alguém ou alguma coisa desperta nossa emoção,
levando-nos às lágrimas, devemos ou não, deixá-las rolar?
Osculos e amplexos,
Marcial

SEMPRE HÁ MOTIVO PARA  CHORAR POR ALGUEM
Marcial Salaverry
 
Certamente existem certos fatos que podem nos fazer chorar.  Pode ser uma grande alegria, uma grande emoção, uma grande tristeza, uma dor profunda, tudo depende da sensibilidade da alma, e até mesmo do momento que estivermos vivendo, pois, se estivermos melancólicos, propensos às lágrimas, até um por do sol muito lindo poderá nos fazer chorar. Ou uma música, um poema, um lembrança daquele alguem amado que se foi, que atinjam nossa sensibilidade.
Podemos chorar por saudade, por alguém muito querido que partiu. Mas nesse caso será melhor nos escudarmos nas boas lembranças, que poderão, se não evitar, pelo menos  minimizar a dor pela ausência.  Essa terapia faz muito efeito, pois lembrar momento felizes que foram vividos juntos, parece que nos faz sentir a presença de quem está ausente. O importante é não nos deixar dominar pela dor, procurando substitui-la pela alegria que um dia existiu. E como isso ajuda.  Pode não ser muito fácil faze-lo, mas é um excelente exercício mental.
Podemos igualmente chorar quando alguém nos faz sofrer.  Por exemplo alguém a quem amamos e que nos rejeita.  Seja um amor, um filho, um amigo, enfim, alguém que apreciamos, e que parece não retribuir esse sentimento.
Nesses casos, não vale a pena chorar. O melhor é devolver a mesma frieza, tendo sempre em mente que ninguém merece nossas lágrimas, pois as únicas pessoas que realmente  merecerem nossas lágrimas, nunca nos farão chorar. Pelo menos, não voluntariamente.
Um sentimento de amor, de amizade, de carinho, geralmente só provoca lágrimas de emoção, de alegria, nunca de tristeza.  Havendo essa reciprocidade, até mesmo eventuais ausências poderão ser superadas.
L’Inconnu mostrou-me uma mensagem interessante, que diz  o seguinte:
"Se você ama alguém, coloque seu nome em um círculo, ao invés de um coração. Corações podem se quebrar, mas círculos duram para sempre."
Quando estamos necessitando ser ouvidos, apenas os verdadeiros amigos nos ouvirão.  Apenas quem realmente nos aprecia será capaz de nos acudir em nossos maus momentos, sejam eles quais forem.  Muitas vezes, chegam a ouvir o que pensamos.  Essas são as reais amizades.
Não precisamos pedir socorro,  elas nos socorrem antes.  E dessa mesma maneira deveremos agir quando a situação for inversa.
Não deveremos demonstrar raiva, mesmo que a sintamos.  A raiva é má conselheira.  Antes de nos deixar levar por sua negatividade, deveremos ponderar bem a situação, procurando ameniza-la o mais possível.  Evitando uma explosão de momento, tudo parecerá menor depois.
Muitas amizades, muitos amores, são perdidos por uma explosão de ira num momento inadequado. Uma amizade assim perdida, dificilmente será recuperada, pois as sequelas provocadas nem sempre encontram lenitivo.
São essas perdas, cuja lembrança poderá provocar nossas lágrimas depois.  Principalmente ao chegar à conclusão de que aconteceram por um momento de destempero que tivemos, ao cortar bruscamente vínculos afetivos plantados durante muito tempo. 
Sofremos e fazemos sofrer, somente por uma questão de orgulho ferido que eventualmente pode ter provocado nossa ira.  Soltamos os “bichos” impensadamente, e depois não os conseguimos repor nas jaulas, perdendo uma amizade que nos era muito cara.
Enfim são muitos os motivos que podem nos fazer chorar.  E uma coisa é certa.  Seja qual motivo for, ao sentir aquele nozinho na garganta, não se segure, “deixe as águas rolar”, pois é muito melhor um desabafo do que segurar uma emoção que está lá dentro, doidinha pra sair.
Bem, para evitar tudo isso, o melhor mesmo é termos UM LINDO DIA.
 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados