DELIRIO DE UM DESEJO

 



DELIRIO DE UM DESEJO
Marcial Salaverry

No delírio do quente desejo,
não se pensa onde vai-se beijar,
mais ainda se ela manda baixar,
beija-se, sem sentir laivos de pejo...

E se no gemer desconexo,
entre gemidos de ardente prazer,
ao pedido loucamente atender,
e o beijo chegar ao úmido sexo...

É ao prazer entregar-se com ardor,
sentindo na alma o vibrante calor
que é o paroxismo da paixão...

Ao  desejo cede-se totalmente,
ama-se de forma quase demente,
levando à loucura o insano coração...

Marcial Salaverry
Poema inspirado no poema DELÍRIO,
de Olavo Bilac...

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados