BELEZAS DA VIDA

 

Na minha opinião não existe nada mais belo do que a vida.  O simples fato de estarmos vivos já deve ser saudado com alegria (também, se não estivermos vivos, vai ser difícil saudar alguma coisa...só as saudades dos que ficam).

 

Tem muita gente que vive se queixando da vida.  A mínima contrariedade é recebida com revolta e reclamações.  Essas pessoas dificilmente conseguem ser felizes.  Reclamam tanto, que não tem tempo para sentir a felicidade, para sentir as coisas boas da vida.

 

Apesar das crises financeiras, apesar das rebeliões em presídios, apesar das ações terroristas, apesar de gripes e resfriados, a vida é bela.  Para comprovar que isso é verdade, saibam observar um nascer ou um por do sol, a beleza das ondas quebrando na praia, o canto dos passarinhos, a beleza de uma flor.  Também existem outras maravilhas que não são da natureza, tais como as obras de arte, as poesias, os contos, que nos são proporcionadas por artistas de alma sensível que procuram embelezar nossa vida com seu imenso talento.

 

Nunca podemos nos esquecer de que devemos mesmo agradecer quando tivermos que enfrentar problemas, quando tivermos que superar dificuldades.  Na realidade temos que encarar a adversidade como um teste para provar nossa capacidade de superação.

 

Claro que tudo ficaria mais fácil se nosso caminho fosse sempre aplainado, se não tivéssemos que enfrentar dificuldades.  Mas... que mérito teríamos? A justificativa de nossa presença no mundo, é justamente essa capacidade de abrir nosso caminho, de saber como passar os obstáculos.

 

Não podemos fugir dos problemas.  Temos, sim, que saber enfrentá-los.  Exemplificando, temos o que ocorre quando surge uma montanha no traçado de uma estrada.  Existem três caminhos, quais sejam: desistir pura e simplesmente de nosso objetivo, e deixar pelo caminho todo o esforço que nos levou até lá, o segundo, que é enfrentar o problema, e cavar um túnel pela montanha e o terceiro, que é contornar a montanha, se verificarmos que ela é realmente intransponível. 

 

Essa terceira atitude reflete nossa ponderação pois, ao encontrarmos em nossa vida obstáculos que nos pareçam intransponíveis, e se não quisermos perder todo o esforço que nos levou até aquele ponto, temos que estudar maneiras de vencer o problema.  É aí que mostramos nossa real capacidade de  vida.  Ao conseguirmos improvisar uma saída, provamos a nós mesmos do que somos capazes.

 

Enquanto isso, aproveitemos para curtir tudo o que de bom a vida nos oferece e que, convenhamos, não é pouco, até mesmo para paladares mais exigentes...

 

Que tal sentar em um banco de jardim e curtir um lindo por do sol? Que tal num dia de chuva, colocar um CD de música suave e curtir uma tarde preguiçosa? Que tal ter um emprego, e poder trabalhar para ter do que descansar depois?

 

Então crianças, é difícil viver a vida? É só saber aproveitar aquilo que está a nosso alcance.  Ter objetivos e lutar por eles.  O mais importante contudo, é o perfeito conhecimento de nossas possibilidades e saber até onde poderemos chegar. Lutar por objetivos inalcançáveis é muito problemático.  Procurem não fazer da vida um tormento, para evitar o incomodo stress, e curtam, principalmente a natureza, que é o melhor calmante que existe...e teremos UM LINDO DIA.

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados