PALAVRAS SOLTAS AO VENTO

 

 

 
PALAVRAS AO VENTO

Marcial Salaverry

 

Resolvendo um grifograma de minha revista preferida de palavras cruzadas (A Recreativa), cheguei à seguinte trova de autoria de Pedro Ornelas:

Tem de amor a vida cheia,

Quem, prezando bons valores,

Grava as ofensas na areia,

Porém na pedra os favores.

Realmente é muito bacana tal pensamento e é a melhor maneira de se encarar a vida pois nunca devemos ficar remoendo as ofensas recebidas. O melhor é esquece-las, pois para aqueles que tem o mau gosto de não nos apreciar, o desprezo é a melhor resposta.

Se alguém não nos aprecia e nos critica, o melhor para nós é torcer para que ele tenha muito êxito na vida, pois quanto maior for seu sucesso, menos tempo terá para nos desejar mal. Não existe nada mais negativo do que o tradicional: "quero que ele se dane". Ao contrário, o melhor é desejar que ele sempre vá em frente. Agora os favores recebidos, as ajudas sejam morais ou materiais, essas sim, nunca devem ser esquecidas. Principalmente as desinteressadas.

Uma pessoa só ajuda outra, principalmente o apoio moral, quando acha que esse alguém merece um apoio. Então, se conseguirmos despertar tal tipo de consideração, isso sim, nunca deve ser esquecido. Assim, se encontrarmos outra pessoa que precise, e mereça nosso amparo, sempre estaremos prontos para tanto.

É para isso que estamos no mundo.

"Ajudai-vos uns aos outros..." Disse Alguem que sempre soube usar as palavras...

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados