SINAL DOS TEMPOS

 

Tenho lido muitas reclamações, segundo as quais ainda existem muitos preconceitos contra as mulheres, atrapalhando muitas vezes suas possibilidades de progresso.

 

Recebi algo que merece ser devidamente comentado, para que as novas gerações vejam o que realmente pode ser chamado de preconceito e limitações.

 

Depois de lerem as pérolas abaixo, colhidas em revistas de priscas eras, vamos ver o que dizem as feministas de hoje, que reclamam da situação atual, onde as mulheres são discriminadas.  Concordo que ainda existe uma certa e burra discriminação, mas vejam só como a situação melhorou.

 

As frases abaixo não foram inventadas.  As revistas existiram ou ainda existem.  Arquivos e bibliotecas existem para os incrédulos consultarem.

 

Pode parecer absurdo para quem não viveu essa época, mas a situação era realmente essa.  Para quem viveu essa época, vale para mostrar às filhas como a situação mudou.

 

Felizmente o machismo rançoso que se nota nessas "notinhas" , é coisa do passado.

 

Mas que vale a pena recordar para comparar, vale.  Recordem, ou conheçam:

 

Vejam alguns conselhos úteis encontrados em revistas da década de 50 e 60

 

Não se deve irritar o homem com ciúmes e dúvidas. (Jornal das Moças, 1957).

________________________

Se desconfiar da infidelidade do marido, a esposa deve redobrar seu carinho e provas de afeto. (Revista Claudia, 1962).

________________________

A desordem em um banheiro desperta no marido a vontade de ir tomar banho fora de casa. (Jornal das Moças, 1945).

________________________

A mulher deve fazer o marido descansar nas horas vagas, nada de incomodá-lo com serviços domésticos. (Jornal das Moças, 1959).

_________________________

A esposa deve vestir-se depois de casada com a mesma elegância de solteira, pois é preciso lembrar-se de que a caça já foi feita, mas é preciso mantê-la bem presa. (Jornal das Moças, 1955).

__________________________

Se o seu marido fuma, não arrume briga pelo fato de cair cinzas no tapete. Tenha cinzeiros espalhados por toda casa. (Jornal das Moças, 1957).

___________________________

A mulher deve estar ciente que dificilmente um homem pode perdoar uma mulher por não ter resistido às experiências pré-nupciais, mostrando que era perfeita e única, exatamente como ele a idealizara. (Revista Claudia, 1962).

____________________________

Mesmo que um homem consiga divertir-se com sua namorada ou noiva, na verdade ele não irá gostar de ver que ela cedeu. (Revista Querida, 1954).

_____________________________

O noivado longo é um perigo. (Revista Querida, 1953).

______________________________

É fundamental manter sempre a aparência impecável diante do marido.

 (Jornal da Moças, 1957).

_______________________________

O lugar de mulher é no lar, o trabalho fora de casa masculiniza. (Revista Querida, 1955

______________________-

 

Então crianças, o que acharam?  Querem voltar ao passado?  Penso que nem mesmo aos homens pode interessar algo parecido.   É muito melhor termos uma companheira ativa e desenvolta ao nosso lado, do que os bibelôs em que as mulheres eram transformadas antigamente.

 

Parabenizo todas as mulheres da época que souberam acompanhar a transformação do mundo e hoje são essa incrível força de trabalho, talento e cultura que aí estão, e isso sem perderem a feminilidade, que continua sendo o único atributo que sempre agradará aos homens.

 

Quero sugerir às jovens de hoje que dêem um abraço especial em suas mães, pois elas conseguiram reverter a situação anterior.  E se ainda não está como deveria estar,  é porque a luta deve continuar...

 

Após De Volta ao Passado - Parte 5, desejo a todos UM OTIMO DIA ATUAL.

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados