PEQUENAS COISAS DA VIDA

 


Quantas vezes deixamos de prestar atenção em certas coisas
aparentemente sem importancia, e acabamos por deixar  sem
solução certos pequenos problemas da vida, que acabam por
crescer irremediavelmente...
Osculos e amplexos,
Marcial

PEQUENOS PROBLEMAS  DA VIDA 
Marcial Salaverry

Durante nossa passagem por esta vida, problemas sempre encontraremos, sejam grandes ou pequenos, de fácil ou dificil solução, deveremos tentar resolve-los, para podermos viver em paz.
Não podemosjamais esquecer de que sempre precisaremos prestar atenção nos pequenos problemas que encontramos em nossa vida,  antes que cresçam, e se tornem grandes problemas...
 Algo que chama a atenção em nossa atualidade, é que as pessoas se preocupam muito mais com os grandes problemas, grandes eventos, grandes tragédias, esquecendo-se muitas vezes de pequenas coisas corriqueiras e que afetam nossa vida de uma maneira incrível, e que podem crescer se não receberem a devida atenção em tempo hábil.
Recebi de uma pessoa amiga,  uma mensagem muito interessante, cuja autoria é atribuída a Notarius, e que fala exatamente sobre isso, vejam:
"Coisas pequenas têm grandes significados. Coisas muito pequenas - o tom da voz, a expressão corporal, um toque de mão, uma única palavra num bilhete, uma flor deixada sobre a mesa - pode comunicar muitas coisas. Você pode expressar seu amor por uma pessoa com palavras, mas pode multiplicar essa comunicação com pequenos gestos delicados, desde uma flor deixada sobre o travesseiro, um aperto de mão mais caloroso, ou uma jantar especial num dia comum. (Notarius 1996)."
Muitas vezes, por estarmos por demais ocupados assistindo ao noticiário sobre a guerra no Afeganistão,ou sobre o terremoto do Chile, deixamos de dar atenção a um filho, que tem um problema para ser resolvido.  Afinal, o noticiário sobre essas tragédias é muito importante. E ficamos sem saber que nosso filho quer saber sobre maconha, que é isso o que seus amigos estão lhe oferecendo, e talvez por não ter tido a atenção devida, talvez se decida a experimentar...
Tenho acompanhado, com muita tristeza, diversos casamentos que se desmancham depois de muitos anos de vida em comum, porque um dos conjugues, (ou ambos), acharam que não havia mais necessidade de dizer "Eu te amo". Afinal todos sabiam disso. Só que começou a haver um certo distanciamento, cada qual se ocupando só de suas coisas.
Aquelas pequenas atenções do início do relacionamento, como oferecer à esposa um ramo de flores, ou preparar para o marido seu aperitivo quando ele chega do trabalho, vão sendo deixadas em segundo plano. Como são coisinhas corriqueiras, nada se fala, mas isso vai minando o relacionamento.
A mesma coisa entre Pais e Filhos.  Os distanciamentos começam a surgir devido à falta de tempo para se dar uma atenção devida, como se alguns minutos para um "Olá", fossem atrapalhar o dia.  A má vontade para se tirar uma dúvida que porventura alguém tenha. Ou para dar uma informação por mais simples que seja. Quando alguém está atrapalhado com algum problema e pede um socorro, é porque está precisando de atenção.
São as pequenas coisas que acabam provocando grandes coisas, atrapalhando relacionamentos, provocando mágoas e rompimentos.
Aquele garoto nunca vai conseguir entender porque seu pai achou mais importante a guerra do Afeganistão tão distante, do que informar o que é "maconha".  A guerra já acabou, e ele, por falta de orientação, hoje é um viciado...
Aquela esposa que caprichou tanto no jantar comemorativo, nunca vai se esquecer de que o marido se esqueceu do 25º aniversário de casamento, porque estava muito preocupado com o jogo final do Campeonato.  Chegou em casa correndo, nem reparou que ela estava toda linda e perfumada, e saiu correndo porque tinha combinado com os amigos  ir ao estádio... Ela poderá se esquecer disso?
São apenas exemplos, mas acontecem na realidade muito mais vezes do que imaginamos.
Não podemos nos esquecer nunca da importância dessas pequenas atenções, desses pequenos gestos. Pequenos carinhos são atos que poderão marcar vidas de uma maneira irremediável.
Um aperto de mão, um afago, um ramo de flores, um sorriso amigo, uma palavra de consolo, um simples "OI", pois se não tiver muita coisa a dizer, um "OI", sincero já quebra o galho.
Pequenas coisas, mas que tem um grande significado. Pensem nisso. 
Pequenas coisas, como desejar que os amigos tenham UM LINDO DIA...

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados