DEFININDO FELICIDADE

 

DEFININDO FELICIDADE
Marcial Salaverry
 
Está aí uma coisa difícil para se definir.  A tal da felicidade é uma coisa bem complexa.  Tem gente que com pouca coisa já se sente feliz, assim como bobaginhas como um por (ou nascer) do sol bonito, uma bela noite de luar, um papinho  gostoso com alguém especial, o barulho da chuva caindo sobre uma lona de  barraca ou sobre um teto de zinco, uma bela macarronada, aquela pizza com a  mussarela escorrendo (babem, gulosos), um passeio pelo campo numa tarde de sol, um passeio de bicicleta (nem que seja ergométrica),  um passeio no  shopping numa tarde de chuva, uma bela piscina com muitos amigos em volta e  um churrasco na brasa, um mergulho no mar, dançar, uma manhã preguiçosa de  praia, escrever bobagens para os amigos lerem, ler as bobagens escritas  pelos amigos, um bolo de chocolate, fazer uma bela caipirinha (se for com a  ajuda de uma caipirona, melhor ainda...), uma viagem para qualquer lugar, sentir a neve caindo em cima. 
Claro que essas bobaginhas todas, se for  possível com a companhia desejada, é ótimo.  Agora, se não for possível ter  essa companhia desejada, não se esqueçam de que todos nós temos as duas melhores companhias possíveis, quais sejam, a do nosso Amigão, e nós mesmos. 
A auto-companhia é a melhor companhia física possível.  E é muito fácil nos  fazermos felizes... basta que nós nos tratemos bem, cuidando de nossa saúde,  para que possamos curtir aquelas bobaginhas todas numa boa, e para aqueles que  tem a sorte de contar com uma boa companhia, curtam-na e para aqueles que por uma ou outra razão não tem essa sorte, não fiquem tristes, basta saberem CURTIR-SE, ou seja, saibam curtir a própria presença, pois ela é muito importante para você.
Crianças, obedeçam ao velho guru: SEJAM FELIZES. Hoje e sempre... 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados