DIFERENÇAS ENTRE AMOR E A PAIXÃO

 


Viver a intensidade e efemeridade de uma paixão incontrolável,
ou sentir a suavidade e a durabilidade do amor...
Osculos e amplexos,Marcial

DIFERENÇAS ENTRE O AMOR E A PAIXÃO    
Marcial Salaverry
 
É fácil perder-se entre o amor e a paixão, pois são sentimentos que muitas vezes são confundidos, eis que na realidade, eles se entrelaçam, e até podem se misturar, mas existem diferenças fundamentais entre eles. Diferenças que nem sempre são percebidas, pois muitas vezes sentimos algo de muito forte por alguém, que julgamos ser amor, mas é apenas uma forte paixão. Vamos colocar essas diferenças em pauta.
A Paixão geralmente surge sem aviso, e pode ser fulminante.  Quantas vezes isso acontece quando alguém cruza o caminho de alguém.  Olham-se e sentem-se atraídos como se houvesse um imã gigantesco entre ambos.
O resultado é uma dessas paixões que acabam sendo de curta duração, como uma comparação que li em alguma parte,
"uma paixão é como um ramo de rosas. Muito lindo, dá muito prazer, mas logo murcham e fenecem". 
Posso acrescentar que como as rosas têm espinhos que podem ferir a mão de quem as toca, as paixões por vezes deixam marcas que ferem até mesmo a alma das pessoas envolvidas.
Geralmente as paixões são muito envolventes, mas quase sempre, a paixão é efêmera, pois assim que o encanto se quebra, ela termina.  Por vezes mais cedo para um do que para o outro, trazendo assim muito sofrimento para o lado que não conseguiu apagar a chama acesa. E como pode fazer sofrer... A paixão é um sentimento perigoso por ser incontrolável. 
Por vezes provoca resultados até mesmo trágicos.  Casos como o do filme Atração Fatal, são mais comuns do que se pode pensar.
A mesma pessoa que fez a comparação da paixão com as rosas, muito poeticamente fez a seguinte comparação sobre o Amor: "o amor é como um jardim florido, firmemente plantado na terra, e por estar plantado, vive muito tempo".
Pode-se oferecer um ramo de rosas para alguém, como se pode oferecer paixão, porém, as flores do jardim permanecem plantadas, não são vendidas em ramos. São vendidas em vasos, sempre plantadas.
Não se pode oferecer um jardim, como não se pode oferecer o amor. O amor é sentido aos poucos.  Vem surgindo lá de dentro.  Não se ama quem se quer.  Ama-se a quem se ama, e assim é bom quando amamos quem nos ama...
Um erro em que muita gente incorre, é querer "conquistar" o amor de alguém.  Pode-se CONSEGUIR  ser amado (a) por alguém, desde que o sentimento seja recíproco, e essa reciprocidade é o grande segredo do Amor. Ele, ao contrário da Paixão, não pode ser unilateral.
Justamente por isso não é "conquistado". Ele é doado e recebido.  E essa troca de sentimentos é que forma a base de tudo.
Muito certa essa comparação.  O jardim está  plantado na terra, com suas flores enraizadas, firmes.
Enquanto o ramo de rosas, que é mais vistoso, mais belo,  tem vida curta e fenece, o jardim florido se bem cuidado, tem vida longa.  Quando as flores murcham, logo novos botões surgem e o jardim se renova.  Assim também é o amor. Quando problemas surgem, podem ser contornados e o jardim refloresce. 
Por outro lado o Amor é um sentimento abrangente.  Chega suave e gostoso.  Até mesmo o famoso "Amor à Primeira Vista", que geralmente desperta os melhores sentimentos que qualquer pessoa pode ter.
Para que o amor permaneça, é necessário que exista também um sentido de amizade, que é o que dá força ao amor. 
Aliás, a amizade é a mais forte espécie de amor que existe, resistindo aos maiores embates.
Antigamente existia um conceito segundo o qual era impossível existir amizade entre pessoas de sexos diferentes.  Atualmente esse conceito já está mais do que superado, pois homens e mulheres podem se dizer amigos sem que exista qualquer conjunção carnal.  Simplesmente são amigos e pronto.  Pode-se mesmo dizer que se amam, pois amizade e amor são sentimentos que andam de mãos dadas. Mas podem ou não viver esse amor. Podem seguir sempre sendo amigos, com uma ligação muito forte. Algumas circunstâncias podem impedir que o amor seja desenvolvido. Fiquemos com a amizade. É a melhor maneira de se amar alguém.
Essa é a diferença básica que separa a paixão do amor.  
Enquanto vamos vivendo UM LINDO DIA, vamos pensar no pensamento que se segue.
"A paixão é ela só ela, atração forte e efêmera, o ramo de rosas.
O amor se fortalece na amizade, podendo ter vida duradoura, como o jardim de azaléas. Basta que seja bem cuidado e tratado.  Desde que as raízes estejam solidamente plantadas, e o jardim jamais morrerá.  Amizades sinceras, amores sinceros, se constituídos em bases firmes, sem mentiras e falsidades, jamais morrerão.Se o jardim precisa de água e cuidados, o amor e a amizade precisam de compreensão, carinho e respeito."

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados