HISTORIA DE UM AMOR DISTANTE

 

 
HISTORIA DE UM AMOR DISTANTE
Marcial Salaverry

A virtualidade da Internet, por vezes provoca situações especiais, muitas vezes unindo dois corações solitários, e já sem quaisquer esperanças de conhecer alguém com quem dividir a solidão. 
São pessoas que por não terem uma vida social muito intensa, ao ficarem sós, seja por viuvez ou separação, acabam se dedicando apenas à sua vida profissional, fechando-se como ostras, e desistindo de quaisquer tentativas de encontrar outro alguém.Talvez porque foram felizes demais com a parceria que tiveram, e não querem que outra pessoa estrague as lembranças. Talvez porque foram infelizes demais e não pretendem repetir o erro. Há as duas faces da moeda. Mas que por vezes se encontram. Esta história pode ou não ser ficcional, mas é bem atual.                                                                       
Edilberto, mora em uma pequena cidade do sul do País. Ficou viúvo após 31 anos de um casamento muito feliz. Vive das recordações dos momentos felizes vividos ao lado de Edilene. Seus filhos, já crescidos levam vida independente, em outras cidades onde tiveram melhor oportunidade de trabalho. Comerciante razoavelmente bem sucedido, não tem maiores problemas financeiros. Tem uma vida bem estabilizada. Em suas noites de solidão, começou a navegar pela Internet.     
Acabou conhecendo Lindaura, que mora numa cidade grande do nordeste.           
Ao contrário de Edilberto, ela viveu uma experiência frustrante em seu casamento. Tolerou uma situação instável com um marido beberrão e violento durante 15 anos, até que se separou e, com duas filhas mudou-se para a cidade onde vive atualmente. Apesar de muitas dificuldades iniciais, conseguiu sucesso em sua vida profissional. Tem um excelente emprego, que lhe dá muito boa condição de vida.
Seu desejo sempre foi viver só, para não se arriscar a incorrer novamente no mesmo erro,  unindo-se a alguém que não saiba fazê-la feliz.
Edilberto e Lindaura, duas histórias diferentes, dois corações solitários que se sentiram atraídos desde o primeiro e-mail. Houve aquela afinidade mágica que consegue unir as pessoas. Tinham muita coisa em comum, como gosto pela música, pelo teatro, por bons livros.        
Resolveram conhecer-se, combinando um encontro em território neutro, uma cidade do litoral no meio do caminho entre suas duas cidades.     
O encontro era ansiosamente aguardado por ambos. E foi igualmente mágico. Sentiram-se atraídos logo no primeiro olhar. O amor desabrochou logo no primeiro beijo. Viveram dias de felicidade intensa, e esses dias chegaram ao fim, fazendo nascer uma grande dúvida entre eles. Como viver esse amor? Ele no sul... ela no norte.              
Considerando que tanto um como o outro tem uma situação bem estabilizada onde vivem, eis um problema de difícil solução, pois nem Edilberto e nem Lindaura estão dispostos a mandar para o espaço a situação boa que desfrutam e mudar de cidade.          
A situação profissional de ambos não permite que viagens de sonho como essa se repitam com muita frequência.                          
Além disso ainda existem os resquícios de suas experiências anteriores.                                               
Então, de comum acordo, ambos optaram pela situação mais cômoda, e que não envolve grandes riscos. Resolveram viver como Amores Separados, cada qual em sua cidade, levando sua vida normal.                              
Mantém seus "encontros virtuais". Falam-se todas as noites e, sempre que possível, encontram-se sempre na mesma cidade de seu primeiro encontro.         
Ele continua a viver junto às recordações de sua esposa querida. Ela, vive um amor de verdade, sem os riscos de que os problemas do relacionamento anterior surjam.    
Unidos pela Internet, dois corações solitários conseguem se amar mesmo à distância.                   
Edilberto e Lindaura, são Amores Separados, mas que não deixam de se amar, e sempre que é possivel, tem o seu LINDO DIA.

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados