NOS PORÕES DA SOCIEDADE

 

Uma pergunta que não quer calar..."será que chegou o Cavaleiro da Esperança?"
 

NOS PORÕES DA SOCIEDADE

Marcial Salaverry

 
Infelizmente algo que não se pode negar, é que muita coisa existe, tramada nos porões da sociedade, e quando chegamos a saber do que se trata, o mal já está feito, e sempre o prejuizo será pago pelo povo.

Pode-se perguntar o que se pode tramar nos porões da sociedade, e certamente é verdade que coisa boa não pode ser, pois quando se age com honestidade, age-se às claras, não é preciso esconder nada de ninguém.

Nos porões da sociedade, tramam-se negociatas. Acordos espúrios. Desvio de dinheiro público. Compras super faturadas. Obras públicas com supersuper faturamento. Propinas para que coisas ilícitas possam "transformar-se" em algo legal, e nessa falsa legalidade, certamente a sociedade será sacrificada. Alguém terá de pagar por tais falcatruas, que depois serão disfarçadas em atos legais, que muitas vezes são defendidas por certas "manifestações" encomendadas, e que sempre trarão prejuizos para quem apenas deseja trabalhar para sobreviver.

Nessas negociatas, políticos desonestos locupletam-se, em detrimento do restante da população. Poucos ganham muito desonestamente, e muitos pagam para esse enriquecimento ilícito de uma minoria desonesta. E haja milhões desviados.

Ao invés de obras necessárias, o dinheiro público é desviado para obras faraônicas, ou em compras desnecessárias. Investem-se milhões para pontes ou estradas que ligam nada a lugar nenhum. Quantas obras desse tipo estão espalhadas por aí. Por vezes vemos esqueletos de viadutos ou pontes, ou de edifícios públicos. Inacabados. Deteriorando-se. Enquanto faltam  escolas, faltam leitos hospitalares, falta atendimento para a saúde pública, falta basicamente vergonha na cara de muita gente. E falta atitude para o povo, que deveria ter melhor noção do que é o voto, a única arma que o povo tem para endireitar a situação, para tentar acabar com o que se trama nos porões da sociedade.

E fica-se na eterna esperança de "um dia a coisa vai melhorar", esperança essa que vai se desvanecendo por causa da violencia empregada pela minoria que se recusa a perder seu "filão de ouro"...

Quem sabe um dia vai surgir o Cavaleiro da Esperança que acabe com a quadrilha do Ali Babá...

 

 
 

 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados