ALGUMAS DECISÕES QUE PODEM MUDAR A VIDA

 

Por vezes precisamos "fechar para balanço" para
decidir se poderá ser possivel uma mudança de rumo na vida...
Algo que precisará ser muito bem pensado, pesado e analisado,
para que não seja aquele famoso "tiro no pé..."
Osculos e amplexos,
Marcial

ALGUMAS DECISÕES QUE PODEM MUDAR A VIDA
Marcial Salaverry 
               
Algo que podemos aprender em nossa existencia, é que a vida pode ser cheia de surpresas, e certas coisas que nos acontecem, ou certas atitudes que  tomarmos, poderão ditar novos rumos em nossa vida, e temos que meditar muito para que possamos ter tempo para analisar e meditar profundamente sobre o que poderá ser mais conveniente fazer.

Sempre existirão diversas opções a ser consideradas, sejam questões profissionais, sejam familiares, e que sempre exigirão muita ponderação para que possamos reavaliar uma nova configuração em nossa vida.

Por vezes, estamos com a vida totalmente estabilizada, seja no plano profissional, trabalhando naquilo que gostamos, seja no plano afetivo, tendo a nosso lado a pessoa que amamos.

A vida transcorre suavemente, nada podemos desejar de melhor. Temos a vida que qualquer pessoa pode desejar, e agradecemos a Deus por isso.

Contudo, uma fatalidade pode terminar com tudo, e nosso amor se vai. A princípio, perdemos totalmente o rumo de nossa vida, ficando quase como uma nau sem rumo. 

Nesses momentos o que nos vale é a amizade e o carinho de pessoas amigas, ou de nossos parentes. E apenas o que desejamos, será desfrutar do carinho desinteressado e do conforto moral que essas amizades poderão nos oferecer.

Não desejamos em absoluto, sequer pensar em quaisquer relacionamentos amorosos.  Pode-se dizer que fechamos o coração para balanço. Sequer desejamos conversar sobre o assunto.

É algo perfeitamente normal, pois o golpe sofrido foi muito forte.

Transcrevo trecho de e-mail recebido sobre o assunto, enviado por L’Inconnue:
“Parece que fica um pouco difícil para as pessoas entenderem que quero apenas “recolher-me”,reavaliar minha vida. Não desejo sequer pensar sobre algum romance, e é o que mais me acontece. Por vezes sou obrigada a dizer claramente, o que não desejaria fazer, ou seja, dispensar interessados em romance. Será que é muito difícil de entender que apenas desejo pensar em mim? No que quero e vou fazer? Será que é muito difícil entender que alguém não queira sequer pensar em novo amor? Pelo menos até que eu decida o que fazer, o que desejo fazer por mim mesma, apenas quero pensar em meus filhos e em minha vida. Estou “fechada para balanço”.

Bem, com certeza este é um desabafo perfeitamente lógico e natural, em defesa de uma posição tomada com toda consciência.  É perfeitamente compreensível tal decisão. Seu coração e seu pensamento ainda estão ocupados por doces lembranças.  Há que se dar tempo ao tempo, até que o tempo consiga amenizar a saudade, permitindo assim que L’Inconnue possa pensar novamente em algum relacionamento. Decisão que EXIGE RESPEITO...

Analisando a situação, temos que convir ser a melhor atitude a ser tomada. É necessário que a poeira se assente, para que se possa pensar novamente em encontrar um novo amor, e isso surgirá naturalmente, não devendo haver qualquer tipo de insistência nesse assunto, pois acabaremos considerando como assédio, e isso poderá acarretar alguma reação mais forte, podendo terminar o que poderia ser uma boa amizade.

Há que se saber respeitar certas decisões, por mais estranhas que pareçam para quem deseja interferir na vida das pessoas.

Para bem entender uma posição dessas, é preciso saber colocar-se no lugar dessa pessoa, antes de procurar forçar uma situação. Vamos respeitar o espaço alheio.

Viver em paz, respeitando o direito que todos tem sobre sua vida, e sempre procurando ter UM LINDO DIA, é o que de melhor podemos fazer.

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados