APENAS COISAS ESTRANHAS

 

 

APENAS COISAS ESTRANHAS

Marcial Salaverry

 

São apenas coisas estranhas que fiquei observando, querendo entender o que estava se passando...

Seres não identificados que não falavam nada inteligivel, e seus corpos estranhos se moviam mecanicamente...

Seriam robôs? Que coisas procurariam? Pareciam vir de outro planeta...

Tentei me comunicar, e um deles parecia dizer que era amigo, mas como acreditar?

Estariam tentando descobrir a eterna juventude ? Ou procurando seu fim ?

Comecei a achar que buscavam a descoberta das diferenças entre nós, pois nem eu entendia o que eles queriam,  e eles tampouco pareciam entender o que eu dizia, e não havia nenhum intérprete disponível, para entender aquelas diferenças que trazem confusão ao mundo, e mais ainda à nossa cabeça...

De repente, não mais que de repente, um deles trocou o que parecia ser um chip, e colocou no que parecia ser a cabeça...

E então, entendi nitidamente quando ele me disse:

"É HORA DE ACORDAR..."

E fiquei sem saber o que eram aquelas coisas estranhas...

 

 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados