O AMOR É ISSO AÍ

 


Bem criança, se você ainda quer saber o amor,
veja aqui que o amor é isso aí...
Osculos e amplexos,
Marcial
O AMOR É ISSO AÍ
Marcial Salaverry

Tentando definir o amor, muito já se falou sobre ele, mas na verdade, e nada se falou sobre o amor, ou seja verdadeiramente o que é o amor, que é um sentimento interessante e indefinido
Existem várias formas de amor, e vamos elas, tentando chegar a alguma conclusão, digamos, conclusiva.
1-Amor platônico. Sentimento antigo, que representa aquele amor que uma pessoa sente pela outra, sem maiores envolvimentos materiais, ou mesmo sexuais. Simplesmente um sentimento puro. Algo difícil de se encontrar nos dias de hoje, em vista das modificações do comportamento humano. É um sentimento vivido essencialmente pela alma, e não cabe mais no materialismo atual.
É espécimem em extinção.
2-Amor pratonico. Aquele que se sente por um belo prato de comida na frente. Satisfaz o principal vício da humanidade: Comer comida...também.
3-Amor físico. Aquela atração que faz com uma pessoa sinta desejos de saciar certos apetites. Tanto faz ser "aquela" pessoa, ou "aquela" lazanha. Por vezes a atração física independe de se amar a alguém. Basta que se deseje. É aquela vontade de possuir algo ou alguém. Tem gente cujo maior objeto de desejo é um carro. E daí?
4-Amor filial. Aquele que se sente pelos filhos. Não confundir com amor pela filial, pois este pode não ser aprovado pela matriz, o que poderá originar alguma confusão...
5-Amor pa (ou ma)ternal. O inverso do item 4, ou seja, dos filhos pelos pais (interessante essa particularidade. Diz-se que um filho tem pais, mas só mãe...).
6-Amor zoológico. Aquele que se sente por um animal de estimação. Ou por um belo churrasco. Ou salmão ao forno com alcaparras. Enfim, por algum animal dito irracional. Procura-se vivo ou morto.
7-Amor homossexual. Fala-se muito sobre ser uma "anormalidade". Não vejo porque. O importante é que os parceiros se amem, que se sintam bem juntos. Na minha concepção de vida, isso não tem nada a ver. Muitas vezes casais homossexuais são vítimas de certos preconceitos, para os quais não vejo sentido algum. O importante, crianças, é que se encontre o amor e a felicidade e se isso é possível ao lado de alguém do mesmo sexo, pergunto: Que problema há nisso? Cada qual tem o direito de ser feliz como melhor lhe aprouver, e as vezes o que pode empanar um pouco essa felicidade é uma eventual falta de compreensão de parentes ou amigos, o que não deveria acontecer, pois sempre o que deveria contar, é a felicidade.
8-Amor amizade. O mais lindo e mais seguro de todos. Afinal, uma boa amizade perdura pelos anos afora, sem se abalar com outros tipos de amores. Aí, não tem nada a ver com o sexo e com mais nada. Afinal, ou se é amigo, ou não se é. Inclusive, serve como disfarce para algumas situações dúbias, quando as pessoas envolvidas sempre dizem:
Que nada...somos apenas bons amigos... Houve época que se chamava de "Amizade Colorida..."
9-Amor virtual. Este está surgindo agora. Ainda não se pode definir exatamente como funciona, seus benefícios ou malefícios. Pode surgir por diversos motivos. Interessante, é que não anula nenhum dos outros. Sobre este, já falei bastante. Aliás, foi objeto de duas mensagens recentes. Se algumas das novas amizades não leu, e quiser, é só requisitar em 3 vias, com firma reconhecida, que minha assessoria providenciará a remessa de ditas cópias, mas, na verdade,  é só pedir, que mando.
Bem crianças, já é muito amor por hoje. Se alguém conhecer algum outro tipo, favor acrescentar à lista e comunicar-me. Agradeço a colaboração e desejo a todos UM LINDO DIA CHEIO DE PAZ E AMOR.
   
                                                           

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados