VARIAÇÕES SOBRE UM TEMA INESGOTÁVEL

 

O Amor sempre será o tema mais inesgotável que existe.

Por mais que se fale, por mais que se escreva, nunca conseguiremos chegar a uma conclusão...conclusiva. Por exemplo, li uma frase que achei muito interessante, de autoria do famoso "Quem?". Vejam:

"Amor não se conjuga no passado, ou se ama para sempre, ou nunca se amou verdadeiramente."

Não deixa de ser verdade. Quando se ama de verdade... é para sempre (ou quase...)

Todavia, tenho algumas restrições, pois pode se amar muito uma pessoa, porém se não existir a reciprocidade, esse amor forçosamente tende a arrefecer, salvo se a pessoa for masoquista, pois o amor é uma estrada de duas mãos. Não pode ser unilateral. O amor não correspondido não vinga... é como uma flor que não recebe água. E o amor é uma plantinha muito delicada... tem que receber doses maciças de carinho para evoluir.

Portanto, amou-se, e deixou-se de amar. Pois não houve o retorno.

Quem tiver um amor... não se esqueça desse detalhe: doses diárias de carinho, com o aditivo: Eu te amo, sabe? Nunca é demais repetir essa frase todos os dias. Faz um bem enorme... E ajuda a conservar esse lindo sentimento, não permitindo que morra.

Existem outras condições que podem "matar" o amor de uma pessoa. Por exemplo, a violência física. Alguém ama outro alguém. De repente, o outro começa a agredir a pessoa, a usar da violência. Acredito que isso acaba com o amor. Não é possível que alguém, sofrendo uma agressão da pessoa amada, possa continuar a sentir o mesmo carinho... Seria muito masoquismo, e isso é doença.

A traição também. Só que esta nem sempre mata o amor. Acaba com a confiança, que é a base real do amor. Mas não é isso que mata o amor. Podemos acabar com o relacionamento, mas o amor persistirá. Com um travo muito amargo, mas persistirá. Aí sim, nosso "Quem" está certo.

Por vezes uma traição pode trocar o amor pelo ódio...que é um sentimento muito perto do amor, e que não deixa de ser amor...um amor negativo, mas amor. Nunca sentimos ódio por alguém que nos é indiferente, mas sim por alguém a quem um dia amamos...e que feriu muito fundo nossos melhores sentimentos...

Agora amor e amizade são dois sentimentos que andam de mãos dadas. Costuma-se dizer que amor é um sentimento dedicado aos namorados. Grande engano. O sentimento que une os amigos, é amor, sim.

Aliás, amizade é a verdadeira expressão do amor. Muitas vezes fazemos por uma pessoa amiga, grandes favores ou sacrifícios, que talvez não fizéssemos a um parente, ou mesmo a um conjugue. Isso realmente é um ato de amor.

Veja como nos abala, quando acontece algo de ruim a alguém a quem consideramos Amigo.

Considero a amizade verdadeira, aquela que dedicamos a poucas pessoas, como Amor.

Amor sem interesses outros, senão o bem estar e a felicidade da pessoa amiga. E isso, sem dúvida alguma, expressa o verdadeiro sentido do Amor, pois quando gostamos muito de alguém... o que mais queremos é que esse alguém seja feliz, se dê bem na vida, não conseguimos sentir raiva, inveja, ou qualquer outro sentimento mesquinho por alguém de quem gostamos.

Agora, de verdade, o mais belo de todos os sentimentos, é quando conseguimos sentir uma grande, uma enorme amizade pela pessoa a quem amamos.

Existindo a reciprocidade então...é o Céu. Isso é a FELICIDADE.

Uma coisa é certa: a Felicidade merece um capítulo à parte...é uma outra história, que fica para uma outra vez...

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados