NOSSOS SENTIMENTOS... NOSSOS ATOS

 

 
 

 

 

 

NOSSOS SENTIMENTOS... NOSSOS ATOS

Marcial Salaverry

 

Nem sempre nossos sentimentos condizem com nossos atos, pois nem sempre podemos fazer aquilo que realmente desejariamos fazer, e existem diversas razões para essa incoerencia.

Precisamos entender que pelos conceitos do livre arbítrio, nós somos donos de nossos atos, mas temos que considerar que, apesar disso, jamais seremos donos de nossos sentimentos, e assim, somos os responsáveis pelo que fazemos com nossos, sendo culpados por eventuais erros.

Contudo, temos que convir que não somos culpados pelo que sentimos, pois não comandamos nossos sentimentos, algo que independe de nossa vontade. Muitas vezes queremos gostar de alguém, mas não conseguimos, assim como não queremos gostar de quem acabamos gostando. São coisas sobre as quais não exercemos um comando total, sem que se saiba explicar o porque.

Devemos e podemos usar nossa energia interior para bem conviver com esses sentimentos, mas jamais conseguiremos explica-los, assim como devemos cuidar de nossos atos, evitando extrapolar limites, sempre procurando agir dentro de nossos sentimentos.

 

 

 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados