É PRECISO ENTENDER A VERDADE DA VIDA

 

Nem sempre a vida que vivemos é a vida que sonhamos viver...
É preciso saber encaixar a realidade nos sonhos, e obter um meio termo ideal...
Ósculos e amplexos, Marcial

É PRECISO ENTENDER A VERDADE DA VIDA
Marcial Salaverry
 
Uma verdade sobre a vida, que é indesmentível, é que na realidade, a triste verdade da vida é algo que nos assusta, pois termina por nos mostrar um mundo diferente daquele com que sonhamos, daquele mundo que utópicamente seria o ideal de vida de qualquer ser vivente, pois desejamos um mundo de paz, e a realidade nos mostra algo totalmente diferente, pois o que mais existe pelo mundo afora, é a violência. Desde a violência dentro do lar, como a urbana, e a pior de todas, que é a guerra, os atos de terrorismo.

A convivência com essa realidade nua e crua, por vezes nos causa uma desilusão tão grande que, ou fechamos os olhos procurando não tomar conhecimento dela, ou apenas a aceitamos, pois por mais que se tente, não tomar conhecimento, é quase impossível, pois está em todos os noticiários, em todas as conversas. Para tanto, seria necessário levar vida de eremita, e assim, aceitar como algo inevitável, parece ser o mais adequado. Apenas devemos tomar as precauções necessárias, e, principalmente, contar com a ajuda divina, pedindo para jamais estarmos na hora errada e no local errado, e que as balas perdidas continuem perdidas, e não nos encontrem...

Contudo, viver apenas a fria realidade, tira a graça da vida, pois é vital para nossa alma, que nos deixemos embalar por sonhos, e pelo menos assim, podendo sentir melhor os prazeres que a vida nos oferece, dentro de sua realidade, e é essa a verdade, pois é preciso  aceitar a realidade, sem perder a capacidade de sonhar. Não podemos adotar a política do oito ou oitenta. O meio termo existe para isso. Sonhar que podemos mudar algo, mas aceitar a impossibilidade desse sonho se realizar.

Tal maneira de encarar a vida, na verdade, parece ser loucura, e quem disse que a vida não é uma loucura? A realidade é uma loucura, mas podemos suaviza-la com a ternura dos sonhos.

Assim se vive, assim se sabe viver, e se a realidade não é aquilo que sonhamos, temos que sonhar de maneira a que nossos sonhos possam ter o gosto da realidade que desejamos, e assim, se gostarmos de ver a Natureza em toda sua beleza, devemos fazer nossa parte, preservando-a, e procurando orientar pessoas nesse sentido. Não adianta nos revoltarmos com os que a dilapidam, pois não será nossa revolta que os fará mudar de idéia. Podemos tentar mostrar-lhes o quanto estão errados, e que estão prejudicando a todos, e a eles mesmos. Mas brigar, esbravejar, de nada adiantará, pois a violência sempre irá gerar uma reação de igual força.

O mesmo se aplica às pessoas de má índole, que sempre procuram provocar brigas, cizânias, e a melhor solução, será entender que apenas devemos ignora-las, mostrando que não estamos dispostos a aceitar provocações. Assim faremos nossa parte, pois, mostrando que não estamos a fim de discutir, pode desarmar seu espírito belicoso. Ninguém consegue brigar sozinho. Na Internet, podemos usar a tecla Del, e na vida prática, um olhar frio e desinteressado, e um silêncio bem aplicado podem desarmar o brigão.

Claro que existem aqueles mais renitentes e que poderão insistir na tentativa de briga. Como cada caso é um caso, são coisas para se ver na hora qual a reação mais adequada, mas usar ponderação, é o que nos manda o bom senso, e o importante mesmo, é não deixar que a realidade embruteça nossa alma. Sempre devemos suaviza-la com nossos sonhos, com nosso ideal de paz e amor.
Sonhemos pois, com um mundo de paz, mas sabendo aceitar que assim não é a realidade, e que ela está à nossa volta, mostrando-nos sua face muitas vezes cruel e triste.

Se sonhamos com um amor, mas não o temos, nada impede que continuemos sonhando, jamais perdendo a esperança de um dia o termos. Apenas não devemos permitir que esse sonho tome conta de nossa vida, sabendo aceitar a realidade desse amor, conseguindo saber entender o porque de não o termos. Isso se chama sonhar dentro da realidade. Nossos sonhos exprimem nossos desejos secretos, e que nem sempre se condizem com a realidade da vida.

Se não é lícito deixar de sonhar, também não é lícito permitir que a revolta pela não realização do sonho, nos domine. É importante saber viver.

E dentro dessa realidade, vamos sonhar com UM LINDO DIA.

 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados