UM PAPO AMIGO COM O AMIGÃO

 

Onde estou? Para onde vou?
Se estivermos nesse ponto, é chegado o momento de procurar
um entendimento com Ele, que poderá aclarar a situação, apenas
será preciso saber entender o que Ele vai nos dizer...
Osculos e amplexos,
Marcial
Existem certas ocasiões em que nos é imprescindível apelar para a Fé,
e procurar aquele contato humilde com nosso Amigão.
Osculos e amplexos,
Marcial
UM PAPO AMIGO COM O AMIGÃO
Marcial Salaverry

Um papo amigo com o Amigão, é algo de que não podemos abrir mão, eis que existem momentos em nossa vida, em que é imprescindível buscarmos apoio, e até mesmo uma certa orientação com alguém, ou então com Alguém...

Nessas ocasiões, quando olhamos para a frente, e o caminho nos parece escuro, olhamos para os lados, e vemos que estamos sós, olhamos para trás, e parece estarmos sendo perseguidos por hordas inimigas, é que precisamos realmente da ajuda da Fé, pois pouco ou nada podemos fazer por nossos próprios meios.

Sentimo-nos desamparados, sem ter a quem recorrer. Nesse momento, fatalmente lembramo-nos de que uma força superior nos comanda. Essa força superior atende pelos mais diversos nomes (eu chamo de Amigão, por ser o maior e melhor amigo que tenho...).

E o caminho é exatamente esse, buscar aquele papo com o Amigão, certo de que Ele nos atenderá. Mas como saber o que Ele nos fala? Apenas há que saber interpretá-Lo, pois Ele nos passa sinais, e temos que entendê-los. É necessário muita fé, caso contrário, faremos ouvidos moucos às suas indicações, e não conseguiremos acertar o caminho a ser seguido.

Não há que procurar explicações, porque não as teremos, vamos procurar o lenitivo que certamente virá, se soubermos encontrá-lo. Muitas vezes o caminho que nos surge não era aquele que desejávamos, pois teremos que renunciar a um lindo sonho porque este se nos afigura impossível, por razões aparentemente irrelevantes, mas que são o sinal de que esse é o caminho. E sempre é triste renunciar a algo fortemente desejado. Muitas vezes, é nessas renúncias que mostramos nosso real valor, pois teremos que ter muita força de vontade, para não nos deixarmos sucumbir.

Não procure entender o que houve, pois a procura pelo entendimento pode causar uma frustração maior, apenas há que aceitar. Essa aceitação dará mais forças para absorver uma possível frustração, além de renovar forças para novas tentativas em busca do sonho. O que não foi possível agora, sê-lo-á mais tarde, se tivermos força de vontade suficiente para retomar nossos projetos. Encaremos como um adiamento para o sonho, e não como um sonho que findou..

Não procure saber o porque. Foram circunstâncias que o impediram de se realizar. Apenas analisar a situação, e recarregar baterias para novas investidas. Já aconteceu, portanto o desenlace não poderá ser evitado. Vamos apenas procurar reestudar tudo, ou então mudar de projeto, procurando algo cuja viabilidade seja maior, e quantas vezes uma mudança dessas representou o ponto de partida para o sucesso.

Apenas procuremos a paz dentro do coração. Por que assim tudo parecerá mais claro e facilmente solucionável, e isso é algo que forçosamente saberemos encontrar, caso contrário, tudo se complicará realmente...

Sem paz interior tudo fica muito mais difícil, e essa paz, depende exclusivamente de nós, demore o tempo que demorar, as coisas podem se resolver, ou findar, em um átimo de segundo, portanto, vamos tratar de viver enquanto vivos estivermos, mas logo ficará aquela doce lembrança de bons momentos vividos. Ou mesmo apenas imaginados.

Quando algo finda ou parece findar, sempre deveremos buscar lenitivo no que houve de bom, de agradável, e fixar lembrança nesses bons momentos, buscando forças para novas tentativas, são as boas lembranças que poderão aclarar o caminho, pois são como luzes do passado, iluminando o futuro, enquanto as más recordações são as hordas inimigas que nos perseguem...

É esse o caminho, deveremos sempre afugentar os inimigos, com a força dessas luzes. Sempre pensar positivamente, ou ao menos tentar, é claro.

Não é fácil, mas se o fosse, nada teria graça. Temos que mostrar nosso valor, fazer valer nossa força interior, e não apenas ficar esperando as coisas acontecerem. Ser fatalista, aceitar o destino, não é ficar passivamente parado esperando que algo aconteça. Temos que fazer nossa parte, aliás, Ele já disse: "Ajuda-te que eu te ajudarei..."

Fé, crianças. Muita fé. No Amigão, e também nas amizades queridas, que estarão sempre pedindo por nós em suas orações, ou nos emprestando apoio. E isso tem muita força, não tenham dúvida nenhuma...

Assim, vamos sempre com um pensamento positivo, porque UM LINDO DIA nos espera.
 

 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados