UMA BELA BORBOLETA

 

UMA BELA BORBOLETA
Marcial Salaverry
 
Geremias sempre foi um romantico sonhador, e como nunca desistiu de encontrar um amor na vida, acabou juntando seu sonho ao que mais gostava de fazer, ou seja, seu hobby era observar borboletas, classificando-as e fotografando-as para colecionar o que ele chamava de "Maravilhas da Natureza..."
E ao mesmo tempo que as observava, acreditava que, se conseguisse encontrar uma que tivesse todas as cores do arcoiris, e que lembrasse um coração, finalmente encontraria seu amor...
E sempre comentava com seus amigos, falando sobre seus sonhos...
"Se vejo essa borboleta esvoaçando, certamente logo a pegarei, pois quero suas asas beijar, e com carinho, toda ela acariciar...
Quero sentir o carinho que ela com a brisa traz, e de amá-la, até serei capaz, pois estarei encontrando meu amor..."
Mas quando via essa borboleta especialmente bela, ela se revelava uma borboleta esvoaçante, fugidia, e como o amor é igualmente caprichoso e fugidio, ele tristemente a viu se distanciar, borboletando entre as flores, e não permitindo que ele a amasse...
Mas Geremias não desiste, e continua sua busca pela borboleta que irá se transformar em seu amor...
 

 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados